Busca avançada
Ano de início
Entree

Insuficiência Cardíaca e Treinamento Aeróbio: Efeitos sobre o Balanço Simpato-vagal ao Coração

Processo: 14/06772-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Lisete Compagno Michelini
Beneficiário:Marcelo Hiro Akiyoshi Ichige
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema nervoso simpático   Treinamento   Treinamento aeróbio   Fisiologia cardiovascular   Sistema nervoso parassimpático   Insuficiência cardíaca

Resumo

O sistema cardiovascular é controlado por mecanismos neurais, locais e hormonais que se somam para garantir a manutenção da homeostase corporal, regulando a perfusão tecidual, o volume e a pressão sanguínea em situações fisiológicas e patológicas. Na Insuficiência Cardíaca (IC) há ativação de vários mecanismos no intuito de compensar o prejuízo causado por esta disfunção. Se, inicialmente, os mecanismos compensatórios mantêm o individuo relativamente estável, no longo prazo eles passam a ser deletérios e caracterizam a fase descompensada da doença. Um dos pontos mais importantes e característicos dessa fase é o desequilíbrio simpato-vagal e o aumento das respostas neuro-humorais. Já está bem estabelecido que o aumento do tônus simpático é importante para este desequilíbrio, mas há poucos estudos que analisam como se comporta o sistema nervoso parassimpático nessa situação. Ainda nesse contexto, o exercício físico aeróbio tem se destacado como um eficiente tratamento não-farmacológico para atenuar ou reverter o aumento da atividade simpática na IC, mas não há informações sobre a atividade vagal. Sabendo-se que o exercício físico é eficaz em se opor à perda da atividade parassimpática observada na hipertensão e envelhecimento, é nossa hipótese que o treinamento físico possa contribuir também para preservar a atividade parassimpática na Insuficiência Cardíaca. O objetivo deste projeto é, portanto, determinar através da análise de parâmetros funcionais e hemodinâmicos, os efeitos da IC e do exercício físico sobre o controle parassimpático bem como no balanço simpato-vagal ao coração em ratos com IC.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ICHIGE, MARCELO H. A.; SANTOS, CARLA R.; JORDAO, CAMILA P.; CERONI, ALEXANDRE; NEGRAO, CARLOS E.; MICHELINI, LISETE C. Exercise training preserves vagal preganglionic neurones and restores parasympathetic tonus in heart failure. JOURNAL OF PHYSIOLOGY-LONDON, v. 594, n. 21, p. 6241-6254, NOV 2016. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.