Busca avançada
Ano de início
Entree

Elucidação estrutural e síntese do feromônio sexual de Diabrotica speciosa (Germar) (Coleoptera: Chrysomelidae)

Processo: 14/03010-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:José Maurício Simões Bento
Beneficiário:Carla Fernanda Fávaro
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia química   Síntese orgânica

Resumo

Diabrotica speciosa é uma praga polífaga e que causa severos danos econômicos em grande parte do território brasileiro, além de alguns países da América do Sul. Estudos recentes demonstraram que fêmeas de D. speciosa produzem seis compostos químicos específicos ainda não identificados que são candidatos à composição do feromônio sexual desta espécie. Neste projeto, propõe-se a elucidação das estruturas químicas e síntese destes compostos a fim de contribuir para o desenvolvimento e aprimoramento de técnicas de manejo e controle de populações em campo. A partir da obtenção do feromônio sintético, pretende-se avaliar a sua atividade biológica em laboratório e campo, buscando caracterizar a eficácia e viabilidade de seu uso em cultivos agrícolas. Dentre as atividades propostas estão: (i) a obtenção de extratos contendo os voláteis de fêmeas de D. speciosa; (ii) análise cromatográfica dos extratos dos voláteis de fêmeas de D. speciosa; (iii) elucidação das estruturas químicas dos compostos candidatos a feromônio sexual; (iv) síntese destes compostos; e (v) determinação da eficiência dos compostos sintéticos na atração de machos em laboratório e campo. Estas atividades serão desenvolvidas no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Semioquímicos na Agricultura, o qual conta com excelente estrutura física e equipe multidisciplinar de pesquisadores com reconhecimento internacional na área de Ecologia Química. A obtenção dos extratos dos voláteis, as análises químicas iniciais e determinação da eficiência do feromônio sintético serão realizadas no Laboratório de Comportamento e Ecologia Química de Insetos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) e, por sua vez, a identificação estrutural e síntese dos feromônios serão realizadas no Laboratório de Semioquímicos da Universidade Federal do Paraná (UFPR).