Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do efeito de agente vasodilatador da microcirculação coronariana sobre a perfusão miocárdica e a disfunção ventricular esquerda em modelo de cardiomiopatia chagásica crônica em hamsters

Processo: 14/07722-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcus Vinicius Simões
Beneficiário:Denise Mayumi Tanaka
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cardiologia   Cintilografia   Ecocardiografia   Disfunção ventricular esquerda   Doença de Chagas   Dipiridamol   Hamsters

Resumo

A isquemia microvascular tem sido proposta com um dos mecanismos fisiopatogênicos atuantes para gerar o dano miocárdico na Cardiopatia Chagásica Crônica (CCC). Evidências derivadas de estudos clínicos e experimentais suportam a noção de que a hipoperfusão miocárdica repetitiva possa contribuir para o desenvolvimento de disfunção sistólica regional e global do ventrículo esquerdo, mediante mecanismo de hibernação miocárdica com posterior desenvolvimento de fibrose regional miocárdica. Desta forma, é cabível lançar-se a hipótese de que terapia vasodilatadora coronária utilizada para diminuir a intensidade da isquemia possa melhorar a função ventricular esquerda e retardar a progressão da disfunção miocárdica na CCC. Os objetivos do presente estudo são: avaliar os efeitos do dipiridamol (DIPI) sobre a perfusão miocárdica e a função sistólica do ventrículo esquerdo mediante emprego de métodos de imagem in vivo e, posteriormente, correlacionar esses achados com alterações histopatológicas de fibrose e inflamatórias em modelos de hamsters cronicamente infectados por T cruzi. A cardiomiopatia chagásica crônica será produzida mediante inóculo intraperitoneal de 3,5 x 100000 formas tripomastigotas de cepas Y de T cruzi. Após 6 meses de infecção, os animais serão distribuídos nos seguintes grupos experimentais: chagásicos + DIPI (n=15); chagásicos + placebo (n=15); controle + DIPI (n=15), e controle + placebo (n=15). Os animais serão submetidos aos exames de imagem (doppler-ecocardiograma e cintilografia de perfusão miocárdica) e em seguida receberão tratamento medicamentoso com dipiridamol (4mg/Kg), por via intra-peritoneal, duas vezes ao dia ou placebo (igual volume de solução salina) durante 4 semanas. Após o período de tratamento os animais serão submetidos novamente aos métodos de imagem. Posteriormente, sofrerão eutanásia para retirada de órgãos e tecidos para estudo histopatológico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TANAKA, D. M.; ROMANO, M. M. D.; CARVALHO, E. E. V.; OLIVEIRA, L. F. L.; SOUZA, H. C. D.; MACIEL, B. C.; SALGADO, H. C.; FAZAN-JUNIOR, R.; SIMOES, M. V. Effect of different anesthetic agents on left ventricular systolic function assessed by echocardiography in hamsters. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 49, n. 10 2016. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TANAKA, Denise Mayumi. Estudo do efeito de agente vasodilatador da microcirculação coronariana sobre os distúrbios de perfusão miocárdica e a disfunção ventricular esquerda em modelo de cardiomiopatia chagásica crônica em hamsters. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.