Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliando valores e preferências de pacientes na tomada de decisão sobre trombo profilaxia durante a gravidez

Processo: 14/10040-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Luciane Cruz Lopes
Beneficiário:Dominique Toti Oliveira
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Sorocaba (UNISO). Sorocaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/05165-8 - Análise de valores & preferências de pacientes para a tomada de decisão sobre tromboprofilaxia durante a gravidez, AP.R
Assunto(s):Trombose   Heparina

Resumo

Tromboembolismo venoso é uma causa importante de morbidade e mortalidade materna. Mulheres grávidas com histórico de tromboembolismo venoso correm risco de recorrência. O uso de profilaxia pré-parto com heparina de baixo peso molecular (HBPM) pode reduzir tromboembolismo venoso relacionado à gravidez; entretanto, a profilaxia HBPM é inconveniente, desconfortável, "medicaliza" a gravidez; e é associada a sangramentos obstétricos. Dada a incerteza das estimativas iniciais tanto para o risco de tromboembolismo venoso recorrente relacionado à gravidez quanto para os benefícios de HBPM pré-parto, o conhecimento sobre os valores e preferências de tratamento por parte das mulheres gestantes é crucial ao se fazer recomendações para a profilaxia da trombose. Os valores e preferências de mulheres grávidas com respeito à profilaxia HBPM não têm sido estudados. Pretende-se melhorar a compreensão de como as mulheres percebem as experiências de ter um coágulo de sangue e de utilização profilática de anticoagulantes durante a gravidez. Serão entrevistadas 100 mulheres utilizando-se diferentes formas de apresentar as informações para determinar o risco de trombose venosa que as mulheres estariam dispostas a correr tomando um anticoagulante profilático durante a gravidez. Serão também estudados os fatores que afetam a suas decisões. Estes achados podem ajudar especialistas que escrevem diretrizes e guias terapêuticos para médicos e pacientes sobre a melhor maneira de cuidar de mulheres grávidas com histórico de trombose venosa.