Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrões de dieta em gestantes: estudo de coorte em município paulista

Processo: 14/06865-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Maria Antonieta de Barros Leite Carvalhaes
Beneficiário:Caroline de Barros Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemiologia nutricional   Dieta   Gestantes   Nutrição pré-natal   Consumo de alimentos   São Paulo

Resumo

O ganho de peso durante a gestação é fator prognóstico para a saúde da mãe e do bebê, sendo as divergências, além ou aquém das recomendações, relacionadas a desfechos indesejados para ambos. Como um dos principais determinantes do ganho ponderal, o consumo alimentar de gestantes é pouco estudado, possivelmente pelos grandes desafios metodológicos e peculiaridades do período, caracterizado por mudanças no comportamento alimentar. A tendência atual na investigação de consumo alimentar é identificar e analisar padrões de dieta, em sintonia com a recomendação da Organização Mundial da Saúde de produção de guias e orientações nutricionais embasadas em conjuntos de alimentos e não em nutrientes. O grupo ou conjunto de alimentos consumidos por uma população (ou por estratos populacionais) é um padrão de dieta, sendo que a literatura internacional tem indicado associação entre padrões de dieta e desfechos gestacionais e de saúde materno-infantil. O presente estudo objetiva identificar padrões alimentares de uma coorte de gestantes e suas associações com características maternas. A fonte dos dados será o estudo Impacto de intervenção para promoção de caminhada no lazer e alimentação saudável em gestantes atendidas pela estratégia de Saúde da Família: um estudo de coorte controlado, denominado projeto-matriz. Em cada trimestre gestacional foram realizados dois recordatórios alimentares de 24 horas: um por entrevista presencial e outro por telefone, referentes a dia de semana e final de semana; sendo estes a fonte de dados de consumo do presente estudo. No presente projeto, os inquéritos serão digitados no software Nutrition Data System for Research (NDSR). Após pré-análise, na qual alimentos com características semelhantes serão agrupados, a identificação dos padrões envolverá análise fatorial por componentes principais, utilizando a média de consumo de cada alimento nos dois recordatórios obtidos em cada trimestre gestacional. Análises em separado, por trimestre gestacional, serão realizadas visando identificar mudanças nos padrões e em sequência serão identificadas as características das gestantes associadas à adesão aos diferentes padrões que vierem a ser identificados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOMES, CAROLINE DE BARROS; MALTA, MAIRA BARRETO; DA COSTA LOUZADA, MARIA LAURA; D'AQUINO BENICIO, MARIA HELENA; BARROS, ALUISIO J. D.; DE BARROS LEITE CARVALHAES, MARIA ANTONIETA. Ultra-processed Food Consumption by Pregnant Women: The Effect of an Educational Intervention with Health Professionals. MATERNAL AND CHILD HEALTH JOURNAL, v. 23, n. 5, p. 692-703, MAY 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.