Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencialidades dos extratos hidroalcoólicos de folhas de cana-de-açúcar no controle antioxidante in vitro e atividade antibacteriana contra bactérias contaminantes da fermentação alcoólica

Processo: 14/03293-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Claudio Lima de Aguiar
Beneficiário:Luana Ribeiro da Cunha
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Fermentação alcoólica   Anti-infecciosos   Antioxidantes   Flavonoides   Extração   Técnicas in vitro   Cana-de-açúcar

Resumo

Devido à Lei da Queima da Cana (Lei nº 11.241/2002), que trata da queima controlada da cana-de-açúcar para despalha e de sua gradual eliminação, tem sido cada vez maior a busca de novos usos para a palha residual. Estima-se que são gerados 140 kg de palha por tonelada de cana-de-açúcar processada em usinas brasileiras. Parte dessa palha atualmente fica no campo, trazendo alguns problemas para a plantação ou acumulada nos pátios industriais. Uma maneira de aproveitamento desta palha tem sido estudo em relação ao seu conteúdo de compostos biologicamente ativos, especialmente flavonóides, os quais estão presentes em todas as partes da planta de cana-de-açúcar sendo sugeridos para diversas ações farmacológicas, tais como antioxidante e antimicrobiana. Uma alternativa viável para o uso desta palhada é a extração de compostos ativos. O objetivo do trabalho será avaliar a eficiência de extração de compostos ativos da cana-de-açúcar empregando como agente auxiliar de extração o ozônio, em diferentes tempos de tratamento, pH e doses. As amostras coletadas após os tratamentos serão analisadas quanto aos teores de flavonóides, fenólicos, quinonas e as suas capacidades antioxidantes totais in vitro, bem como, avaliar as atividades antimicrobianas (bacteriostáticas) contra bactérias do gênero Bacilos através da técnica de difusão em halo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)