Busca avançada
Ano de início
Entree

Mastite bovina no pós-parto: avaliação da resposta imunitária e da aplicação de medidas preventivas

Processo: 14/06995-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Alice Maria Melville Paiva Della Libera
Beneficiário:Kamila Reis Santos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunologia   Mastite bovina   Vacas leiteiras   Período pós-parto   Prevenção de doenças   Resposta imune   Glândulas mamárias animais

Resumo

O presente estudo objetiva avaliar as alterações na resposta imune e no período de transição e associá-las a incidência da mastite, assim como avaliar a adoção de medidas de controle da mastite dada pela terapia de vaca seca e o uso de selantes internos de tetos na incidência da mastite no período pós-parto. Desta forma, serão utilizadas 30 vacas que serão divididas uniformemente em três grupos, a saber: animais que receberão terapia de seca a base de cefalônio anidro, animais que receberão selante de tetas à base de subnitrato de bismuto e animais que não receberão nenhum tratamento (controle). Amostras de colostro e de leite serão coletadas para o exame bacteriológico, contagem automática de células somáticas, contagem diferencial de leucócitos, California Mastitis Test, e dos constituintes do leite - proteínas, lactose, gordura, sólidos totais. Ademais, serão coletadas amostras de sangue para a avaliação do metabolismo oxidativo de neutrófilos, e quantificação de imunoglobulinas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS, K. R.; SOUZA, F. N.; BLAGITZ, M. G.; BATISTA, C. F.; BERTAGNON, H. G.; GOMES, R. C.; MOLINARI, P. C. C.; DINIZ, S. A.; SILVA, M. X.; HADDAD, J. P. A.; HEINEMANN, M. B.; LIBERA, A. M. M. P. D. Mastitis in the transition period: identification of potential blood markers. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 70, n. 4, p. 1120-1128, JUL-AUG 2018. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Kamila Reis. Modelo de risco para mastite no pós-parto: aspectos hematológicos e bioquímicos. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.