Busca avançada
Ano de início
Entree

Elaboração de uma função para predição de extinções em sapos baseada em características fisiológicas

Processo: 14/13497-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 25 de julho de 2014
Vigência (Término): 24 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Fernando Ribeiro Gomes
Beneficiário:Braz Titon Junior
Supervisor no Exterior: Barry R. Sinervo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Santa Cruz (UC Santa Cruz), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/16804-3 - Balanço hídrico e desempenho locomotor em bufonídeos que habitam biomas hídrica e termicamente contrastantes, BP.DR
Assunto(s):Balanço hídrico   Aquecimento global   Ecofisiologia

Resumo

Embora os padrões gerais de distribuição de anfíbios correspondam aos observados para aves e mamíferos, os padrões de distribuição de endotermos pode ser altamente explicado por restrições energéticas. Já para os anfíbios, a disponibilidade hídrica e a temperatura são os fatores mais importantes para distribuição da riqueza de espécies. Esta alta associação entre os padrões de riqueza de espécies em anfíbios com a disponibilidade de água pode ser explicado pela sua alta permeabilidade da pele, a qual também representa um importante órgão de trocas gasosas. Para os anfíbios, a desidratação e temperatura interagem e afetam o desempenho locomotor reduzindo potencialmente a capacidade de executar padrões de comportamento ecologicamente importantes, como a captura de presas, fuga de predadores e busca de parceiros sexuais. Mudanças climáticas globais devem afetar organismos em todos os biomas e ecossistemas, levando-os a dois caminhos básicos quando plasticidade fenotípica não é suficiente para suportar essas alterações: dispersão ou adaptação. O eventual fracasso desses caminhos pode levar a um colapso demográfico e consequentemente a extinção. Os anfíbios são mais globalmente ameaçados de extinção com 32% das espécies ameaçadas contratando com 12% das espécies em aves e 23% das espécies em mamíferos. Desta forma, estudos que fornecem ferramentas para prever a extinção de populações de anfíbios com base em variáveis fisiologicamente relevantes são urgentemente necessários para este grupo. Considerando-se esses aspectos o projeto tem dois objetivos distintos: 1) Usar dados já coletados sobre a temperatura preferencial, temperatura operativa, taxas de desidratação no campo, e a sensibilidade do desempenho locomotor à desidratação em diferentes temperaturas de sapos brasileiros para adequar a função de predição de extinção aplicada no método descrito por Sinervo et al. (2010) para estas espécies; 2) Coletar dados adicionais de temperatura preferencial, temperatura operativa, taxas de desidratação no campo, e sensibilidade do desempenho locomotor à desidratação em diferentes temperaturas a partir de sapos que ocorrem na Califórnia, e estimar a mesma função desenvolvida para animais brasileiros para validação da mesma. (AU)