Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de redes de co-expressão gênica do córtex orbitofrontal e estriado (estudo post-mortem) de indivíduos portadores de TOC e controles

Processo: 14/00591-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Helena Paula Brentani
Beneficiário:Bianca Cristina Garcia Lisboa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/21357-9 - Investigação de circuitos neuronais e marcadores biológicos envolvidos no transtorno obsessivo-compulsivo por meio de paradigmas comportamentais de medo e ansiedade, AP.TEM
Assunto(s):Biologia computacional   Biologia molecular   Transtorno obsessivo-compulsivo

Resumo

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é um transtorno psiquiátrico caracterizado pela presença de obsessões e compulsões com prevalência de 1% a 3% na população mundial. Estudos de neuroimagem funcional indicam que o TOC é um transtorno heterogêneo e que os sistemas neuronais identificados envolvem a ativação de estruturas cerebrais como o córtex orbitofrontal, o córtex cingulado e o estriado. Os estudos genético-epidemiológicos indicam a existência de componente ambiental assim como genético presente na etiopatogenia. O fato de não haver concordância de 100% nos estudos de gêmeos evidencia um importante papel do ambiente. Mais de 60 genes candidatos foram estudados, mas os resultados encontrados foram controversos. Recentemente, um estudo de GWAS (Genome Wide Association Study) revelou SNPs (single nucleotide polymorphism) marginalmente associados, sendo que vários destes foram caracterizados como eQTLs (expression quantitative trait loci) em regiões cerebrais. O estudo de alterações transcricionais pode ser uma forma indireta de avaliar alterações dependentes do ambiente. Muitos estudos têm mostrado que um gene participa na etiologia de várias doenças assim como várias doenças compartilham genes de susceptibilidade. Genes não codificam doenças, mas conjuntos de genes provavelmente formam redes de regulação que resultam em diferentes comportamentos. Entendendo-se a complexidade das dimensões fenotípicas do TOC concluímos que estudar redes de interação de expressão gênica em áreas específicas cerebrais relacionadas ao transtorno possa nos fornecer uma maior compreensão do mesmo. Assim este estudo apresenta como objetivos: (1) comparar o transcriptoma do córtex frontal (orbitofrontal) de 10 casos de TOC/SOC e 10 controles (post-mortem) e (2) comparar a co-expressão córtico-estriatal em casos e controles através da construção de redes gênicas de co-expressão e redes de interação proteína-proteína (PPI), usando os dados do transcriptoma do estriado do projeto em andamento "Investigação de circuitos neuronais e marcadores biológicos envolvidos no transtorno obsessivo-compulsivo por meio de paradigmas comportamentais de medo e ansiedade" (FAPESP 2011/21357-9) e dados do córtex frontal proposto neste projeto. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TAHIRA, ANA CAROLINA; BARBOSA, ANDRE ROCHA; FELTRIN, ARTHUR SANT'ANNA; GASTALDI, VINICIUS DAGUANO; CALEGARI DE TOLEDO, VICTOR HUGO; DE CARVALHO PEREIRA, JOSE GERALDO; GARCIA LISBOA, BIANCA CRISTINA; DE SOUZA REIS, VIVIANE NERI; FEIO DOS SANTOS, ANA CECILIA; MASCHIETTO, MARIANA; BRENTANI, HELENA. Putative contributions of the sex chromosome proteins SOX3 and SRY to neurodevelopmental disorders. AMERICAN JOURNAL OF MEDICAL GENETICS PART B-NEUROPSYCHIATRIC GENETICS, v. 180, n. 6, SI, p. 390-414, SEP 2019. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LISBOA, Bianca Cristina Garcia. Estudos de redes de co-expressão gênica do córtex frontal e estriado (estudo post mortem) de indivíduos portadores de TOC e controles. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.