Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da postura sobre o acúmulo de líquido nas vias aéreas superiores de homens saudáveis

Processo: 14/03649-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Geraldo Lorenzi Filho
Beneficiário:Amanda Araújo dos Reis Botega
Instituição Sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pneumologia   Fisiopatologia   Apneia obstrutiva do sono   Impedância elétrica   Dinâmica dos fluidos   Posicionamento   Inquéritos e questionários
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:apneia obstrutiva do sono | fluidos | Impedância Eletrica | Posicionamento | Pneumologia

Resumo

A apneia obstrutiva do sono (AOS) é uma doença muito prevalente e com graves consequências. No entanto, a fisiopatologia da obstrução das vias aéreas superiores ainda não é completamente esclarecida. Uma hipótese atual sugere que um acúmulo de fluido na região cervical em posição supina poderia contribuir para o colapso da via aérea superior tanto em indivíduos com AOS quanto em sujeitos saudáveis. A presente pesquisa tem por objetivo testar a hipótese de que a posição supina favorece o acúmulo de líquido nas vias aéreas resultando em diminuição do seu lúmen e aumento da colapsabilidade. O objetivo será comparar a quantidade de líquido acumulada na região cervical e nos membros inferiores bem como a variação de lúmen e colapsabilidade da via aérea superior ao longo de uma hora nas posições sentada e supina. Serão avaliados 15 adultos saudáveis com ausência de síndrome de AOS (avaliados por questionários e poligrafia do sono). Os voluntários serão avaliados através de medidas antropométricas (circunferência cervical, abdominal e panturrilhas), Bioimpedância Segmentar (InBody S10), Tomografia por Impedância Elétrica Cervical (equipamento em desenvolvimento no laboratório, capaz de inferir a quantidade de líquido e potência da via aérea superior) e Pressão Negativa Expiratória (NEP, avalia a colapsabilidade da via aérea). O trabalho contribuirá para o entendimento da dinâmica do deslocamento de fluidos e sua influência na patência das vias aéreas superiores e colapsabilidade em condições fisiológicas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)