Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da ação dos inibidores da 3-hidroximetilglutaril CoA redutase sobre a proteína ATP-binding cassete transporter-1 (ABCA-1) em células endoteliais estimuladas com soro urêmico

Processo: 14/00042-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcelo Costa Batista
Beneficiário:Silmara de Melo Carmona
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Transportador 1 de cassete de ligação de ATP   Inibidores de hidroximetilglutaril-CoA redutases   Células endoteliais   Insuficiência renal crônica

Resumo

A aterosclerose, base anatomopatológica da dislipidemia, está em íntima associação com a ocorrência de Doenças Cardiovasculares (DCV). A DCV apresenta alta prevalência na Doença Renal Crônica (DRC), sendo uma das principais causas de mortalidade nos portadores de DRC e envolve alterações metabólicas como hipercolesterolemia, acidose metabólica, resistênciaa insulina, acumulo de citocinas e disfunção endotelial. O endotélio apresenta função endócrina e exócrina e sua exposição ao ambiente urêmico agrava a disfunção, contribuindo para o agravamento da hipercolesterolemia e aumentando o risco do desenvolvimento de aterosclerose, dessa forma o mecanismo relacionado ao Transporte Reverso do Colesterol (TRC) que ocorre das células periféricas para o fígado através da molécula HDL, tem papel fundamental na proteção do leito vascular, impedindo a transmigração, a formação de células espumosas e o acumulo de material trombogênico. Um componente importante do TRC é uma proteína citoplasmática de 264 kDa chamada ATP-cassete binding transporter-1 (ABCA-1), mapeada no cromossomo 9q3, com transcrição ativada principalmente a partir produtos do metabolismo intracelular do colesterol, os quais se ligam aos receptores liver X receptor (LxR) e retinoic X receptor (RxR), formando dímeros obrigatórios que ativam o promotor transcricional. Atualmente, as estatinas têm sido empregadas primariamente no tratamento da dislipidemia, elas atuam através da inibição da enzima 3-hidroximetilglutaril CoA Redutase, impedindo a formação de ácido mevalônico e seus precursores. Adicionalmenteas estatinas apresentam efeitos pleiotrópicos os quais ainda não estão totalmente elucidados, bem como, não háevidências que fundamentem a sua utilização para atenuação do desfecho cardiovascular e sua potencial ação na modulação do transportador ABCA-1 na presença da DRC através desses efeitos. Desta maneira, esse projeto visa avaliar se a ação pleiotrópicada estatina tem efeito benéfico na proteção vascular, expondo células endoteliais de veia de cordão umbilical humano ao ambiente urêmico, e investigar potenciais alterações na transcrição gênica o transportador ABCA-1. (AU)