Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia da tribo Cecropieae Gaudich. (Urticaceae)

Processo: 14/10244-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sergio Romaniuc Neto
Beneficiário:André Luiz Gaglioti
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Evolução vegetal   Cecropia (planta)   Sistemática

Resumo

A tribo Cecropieae Gaudich. (Urticaceae) inclui cinco gêneros e cerca de 180 espécies. Cecropia, Coussapoa e Pourouma representam um grupo diverso e abundante de espécies, distribuídos preferencialmente nas florestas tropicais úmidas da região Netropical. Musanga e Myrianthus apresentam distribuição Afrotropical, com maior diversidade de espécies concentradas nas áreas de florestas tropicais úmidas da costa oeste da África. Os estudos moleculares em Cecropieae são escassos e não há até o momento, uma filogenia que inclua todos os gêneros. Além disso, a sistemática dos gêneros de Cecropieae, bem como sua posição em Urticaceae é controversa, e por apresentar caracteres morfológicos intermediários entre Moraceae e Urticaceae, esse grupo esteve classificado em quatro famílias (Artocarpeae, Cecropiaceae, Moraceae e Urticaceae), duas subfamílias (Conocephaloideae e Cecropioideae) e cinco tribos (Artocarpeae proprie, Conocephaleae, Cecropieae, Pouroumeae e Urticeae). Este projeto visa reconstruir a filogenia de Cecropieae, em nível específico, e propor uma hipótese filogenética para a tribo. O projeto, conta com a participação e integração de duas equipes de pesquisa: uma coordenada pelo Dr. Sergio Romaniuc Neto (Instituto de Botânica) e outra coordenada pelo Dr. George D. Weiblen (Universidade de Minnesota), além de duas teses de doutorado associadas. Os recursos solicitados pelo projeto, complementarão os sete meses finais de bolsa de doutorado do aluno. (AU)