Busca avançada
Ano de início
Entree

Vulnerabilidade ao HIV/aids: contribuição da pesquisa-ação no aprimoramento das ações de prevenção na Atenção Básica

Processo: 14/13420-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 12 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Lúcia Yasuko Izumi Nichiata
Beneficiário:Vanessa Alves Almeida
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/14598-5 - Vulnerabilidade ao HIV/AIDS: contribuição da pesquisa-ação no aprimoramento das ações de prevenção na atenção básica, AP.R
Assunto(s):Vulnerabilidade   Prevenção   Atenção primária à saúde   AIDS   HIV   Doenças transmissíveis

Resumo

Há avanços na implementação de ações de prevenção e assistência na rede de atenção em HIV/AIDS, no entanto, permanece como desafio à Atenção Básica a realização de ações de âmbito das equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de forma ampla e permanente. Desse modo, torna-se fundamental analisar a vulnerabilidade da atenção básica em medidas de prevenção ao HIV/aids, segundo marcadores relativos à gestão e organização das ações com vistas a promover qualificação para seu enfrentamento. Para tanto, metodologias qualitativas de estudo, do tipo pesquisa-ação, são potentes para que sejam implementadas mudanças no âmbito das políticas e organização das ações. O estudo tem como objetivo identificar as condições relativas à gestão e organização que interferem na realização das ações propostas de enfrentamento do HIV/AIDS realizadas nas UBS da Atenção Básica; os marcadores da Vulnerabilidade Programática na Atenção Básica que tratam dos principais nós críticos e problemas na atenção em HIV/AIDS realizadas na Atenção Básica; as soluções criativas para os problemas identificados e fomentar subsídios para o planejamento local na atenção em HIV/AIDS. Será realizado estudo exploratório, descritivo de abordagem quanti-qualitativo. A abordagem quantitativa será baseada na perspectiva conceitual da vulnerabilidade, em sua dimensão programática, junto a 22 municípios do Estado de São Paulo selecionados segundo critérios pré-estabelecidos. Os sujeitos serão 676 gerentes das UBS convidados a responderem um questionário, disponibilizado online, na plataforma FormSUS do DATASUS. A abordagem qualitativa será baseada na pesquisa-ação ao realizar grupos focais com os demais sujeitos da pesquisa - gerentes e equipes de saúde das UBS destes municípios, outros trabalhadores de serviços de saúde e representantes de ONGs envolvidos com a atenção em HIV/AIDS nos municípios. O estudo tem como contribuição esclarecer melhor as mediações entre condições reais em que ocorrem as ações de HIV/AIDS na Atenção Básica, adensando o conceito de Vulnerabilidade, desenvolver estratégias de investigação e do ponto de vista das práticas integrais em saúde, buscar promover a qualificação dos gestores e trabalhadores.