Busca avançada
Ano de início
Entree

ARS Ceratintas: inovação em pintura artística e educacional

Processo: 14/09237-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Acordo de Cooperação: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Pesquisador responsável:Daiana Kotra Deda Nogueira
Beneficiário:Daiana Kotra Deda Nogueira
Empresa Sede:Área Química Ltda
Vinculado ao auxílio:13/50276-2 - Ars ceratintas: inovação em pintura artística e educacional, AP.PIPE
Assunto(s):Tintas   Corantes   Pigmentos   Pinturas (arte)   Nanotecnologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Compatibilização | Corantes e pigmentos | emulsificação | Encapsulamento | Nanotecnologia | tintas | Encapsulamento/emulsificação

Resumo

Em contraste com as tintas convencionais, bidimensionais, chapadas e uniformes, as Ceratintas exibem uma tridimensionalidade naturalmente plana, cuja desuniformidade com transparência instiga os sentidos, a curiosidade, e a criatividade, conferindo ao artista o controle de efeitos tridimensionais exclusivos, inexistentes nas demais tintas conhecidas. Tais efeitos foram conseguidos por meio da incorporação de pigmentos e corantes em sistemas poliméricos fluidificados patenteados (PIPE I), e pela emulsificação de tais sistemas tornando-os compatíveis com sistemas aquosos, além do uso de corantes e pigmentos especiais, com partículas totalmente dispersáveis e maior grau de transparência ao invés dos pigmentos convencionais aglomerados e opacos, comprovando os conceitos em fase de patenteamento. Foram testadas novas formulações incorporando soluções nanotecnológicas e pigmentos, extendendo e aprofundando o conceito. Porém, o desenvolvimento de formulações utilizando matérias-primas comerciais para todas as cores que devem compor kits de pintura, aprimorando a textura e os efeitos, bem como a estabilidade em prateleira, visando o seguimento artístico, educacional e recreativo, é um grande desafio. Espera-se superá-lo com sucesso valendo-se de importantes avanços conseguidos na compatibilização de sistemas apolares e polares confinados em gotículas de 100 a 5000 nm, gerando formulações emulsionadas estáveis, cujos efeitos inovadores devem provocar grande impacto no meio artístico e educacional. Testes realizados pelo coordenador da equipe com amostras de Ceratintas demonstraram e comprovaram o nítido efeito tridimensional que pode ser obtido em quadros, vitrais contemporâneos, esculturas lamelares, etc., exibindo cores nítidas e vibrantes. Estes resultados motivam novos estudos e desenvolvimentos, visando linhas de produtos Ceratinta apresentando efeitos sem similares nas tintas atualmente comercializadas, que serão aprimoradas utilizando-se soluções nanotecnológicas, ou seja pigmentos como óxidos de ferro e nanopartículas metálicas nanoparticulados, historicamente utilizadas para colorir vitrais de igrejas e alguns utensílios como o famoso copo de Licurgus. Estes serão incorporados às Ceratintas, de maneira a gerar formulações com o equilíbrio adequado de transparência e opacidade, sombra e brilho, e conferir efeitos tridimensionais com maior profundidade em pinturas planas. As Ceratintas trazem benefícios que vão além do desenvolvimento de novos produtos, pois incentivam a criação de novas técnicas de pintura por meio da realização de novos padrões e efeitos estéticos de comunicação artística. Em suma, o aprimoramento, o desenvolvimento de novas formulações, e a adaptação dos processos para produção em maior escala usando matérias-primas comerciais, são os principais desafios do projeto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)