Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento dos neurônios catecolaminérgicos do bulbo ventrolateral rostral no controle da atividade respiratória

Processo: 14/07698-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Thiago dos Santos Moreira
Beneficiário:Milene Rodrigues Malheiros Lima
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pressão sanguínea   Receptores de catecolaminas

Resumo

Os neurônios catecolaminérgicos C1 estão localizados na porção rostro ventrolateral do bulbo (RVL). Esses neurônios utilizam o glutamato como neurotransmissor, sintetizam as catecolaminas e outros neuropeptídeos. Os neurônios C1, localizados no RVL, estão organizados de maneira viscerotrópica e, em sua maioria, são intensamente ativados por hipoglicemia, infecção ou inflamação, hipóxia, nocicepção e alterações cardiovasculares. Esses neurônios controlam o sistema nervoso autônomo via projeções para neurônios pré-ganglionares simpáticos e parassimpáticos, projeções para eixo hipotálamo-hipófise, via núcleo paraventricular do hipotálamo, e evidências recentes indicam que os neurônios C1 também poderiam controlar a atividade respiratória. Portanto, diante das várias funções atribuídas ao grupamento catecolaminérgico C1, bem como das suas conexões anatômicas, acredita-se que a região C1 poderia também ser recrutada, durante a ativação dos quimiorreceptores, com o objetivo de promover a ativação respiratória. Para responder esse objetivo, estamos propondo no presente projeto a utilização de novas tecnologias que permitem a estimulação e a inibição seletiva do grupamento C1. Essa nova tecnologia está baseada na utilização de vetores virais, que associados à optogenética promoveriam a infecção e manipulação seletiva dos neurônios C1. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MALHEIROS-LIMA, MILENE R.; TOTOLA, LEONARDO T.; LANA, MARLOUS V. G.; STRAUSS, BRYAN E.; TAKAKURA, ANA C.; MOREIRA, THIAGO S. Breathing responses produced by optogenetic stimulation of adrenergic C1 neurons are dependent on the connection with preBotzinger complex in rats. PFLUGERS ARCHIV-EUROPEAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY, v. 470, n. 11, p. 1659-1672, NOV 2018. Citações Web of Science: 2.
MALHEIROS-LIMA, MILENE R.; TOTOLA, LEONARDO T.; TAKAKURA, ANA C.; MOREIRA, THIAGO S. Impaired chemosensory control of breathing after depletion of bulbospinal catecholaminergic neurons in rats. PFLUGERS ARCHIV-EUROPEAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY, v. 470, n. 2, p. 277-293, FEB 2018. Citações Web of Science: 2.
MALHEIROS-LIMA, MILENE R.; TAKAKURA, ANA C.; MOREIRA, THIAGO S. DEPLETION OF ROSTRAL VENTROLATERAL MEDULLARY CATECHOLAMINERGIC NEURONS IMPAIRS THE HYPDXIC VENTILATORY RESPONSE IN CONSCIOUS RATS. Neuroscience, v. 351, p. 1-14, MAY 20 2017. Citações Web of Science: 8.
HAWKINS, VIRGINIA E.; TAKAKURA, ANA C.; TRINH, ASHLEY; MALHEIROS-LIMA, MILENE R.; CLEARY, COLIN M.; WENKER, IAN C.; DUBREUIL, TODD; RODRIGUEZ, ELLIOT M.; NELSON, MARK T.; MOREIRA, THIAGO S.; MULKEY, DANIEL K. Purinergic regulation of vascular tone in the retrotrapezoid nucleus is specialized to support the drive to breathe. eLIFE, v. 6, APR 7 2017. Citações Web of Science: 15.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIMA, Milene Rodrigues Malheiros. Neurônios catecolaminérgicos do tronco encefálico participam dos ajustes respiratórios induzidos por hipóxia e hipercapnia.. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.