Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da mTOR e da iNOS sobre a viabilidade da célula tumoral de cólon

Processo: 14/08523-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Hugo Pequeno Monteiro
Beneficiário:Talita Yukimi Leite
Instituição-sede: Centro de Terapia Celular e Molecular. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transdução de sinais   Óxido nítrico sintase tipo II   Serina-treonina quinases TOR   Óxido nítrico   Neoplasias   Sobrevivência celular

Resumo

A regulação da proliferação e sobrevivência celular por vias de sinalização é fundamental para a homeostase celular e anomalias nessa regulação estão associadas ao estabelecimento de tumores. A via de sinalização da proteína quinase TOR, conservada entre espécies, regula processos múltiplos em resposta a disponibilidade nutricional, como tradução, transcrição, proliferação e senescência celulares. Mutações em genes que codificam para as proteínas participantes desta via de sinalização assim como a ativação da própria mTOR estão associados ao desenvolvimento de tumores. O óxido nítrico (NO*) é um radical livre permeável a camada lipídica funcionando como mensageiro na comunicação intercelular e sinalização intracelular. Em mamíferos, as enzimas óxido nítrico sintase são as principais responsáveis pela biossíntese de NO*. São conhecidas três isoformas de NOS, a neuronal NOS (nNOS / NOS1), a NOS endotelial (eNOS / NOS3) e NOS induzida (iNOS / NOS2). A expressão destas isoformas em diferentes tipos de tumores tem sido frequentemente associada a maior ou menor malignidade dos mesmos.Estudos recentes tem mostrado a associação entre a regulação da via de sinalização de mTOR e expressão e estabilização de iNOS. Pervin et al (2007) mostraram que a utilização de doador exógeno de NO* estimula os processos de sinalização mediados por mTOR. Outros estudos mostraram uma relação inversa entre a ativação de mTOR e o estabelecimento do fenótipo de senescência. A relação entre a geração de NO* e seus efeitos sobre a célula e a via de sinalização de mTOR, senescência e desenvolvimento do tumor ainda não estão elucidados. Este projeto teve como objetivo estudar como a indução e a inibição da via de sinalização de mTOR está associado a produção de NO*, senescência e progressão de tumor de colón.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.