Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos efeitos transgeracionais da restrição calórica em nematóides c. elegans

Processo: 14/06124-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Marcelo Alves da Silva Mori
Beneficiário:Silas Pinto da Silva
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/52557-0 - Identificação de mecanismos responsáveis pelos efeitos benéficos da restrição calórica, AP.JP
Assunto(s):Epigênese genética   Longevidade   Restrição calórica

Resumo

Com o aumento da prevalência de doenças crônicas relacionadas com o envelhecimento, a restrição calórica vem se mostrando uma intervenção promissora ao ser capaz de aumentar a expectativa de vida saudável em muitas espécies, além de prevenir doenças cardiovasculares, diabetes, câncer, etc. No entanto, a restrição calórica é geralmente uma intervenção que exige bastante disciplina do indivíduo, o que a torna de difícil adesão. Seus mecanismos de ação, ainda que pouco conhecidos, incluem alterações epigenéticas clássicas como modificações de histonas, metilação de DNA, regulação da expressão de microRNAs, dentre outros. Está demonstrado que algumas modificações em complexos regulatórios de histonas podem aumentar a expectativa de vida em nematoides C. elegans, efeito que ainda pode ser transmitido de maneira transgeracional até a quinta geração do verme. Além disso, sabe-se que alterações epigenéticas envolvendo a linhagem germinativa de C. elegans, principalmente no que diz respeito ao silenciamento de genes e transposons por pequenos RNAs, podem afetar a fertilidade do verme e das suas gerações descendentes. Desse modo, usando modelos genéticos de restrição calórica em C. elegans, busca-se neste trabalho avaliar se há uma possível transmissão hereditária dos efeitos da restrição calórica às gerações subsequentes. Para isso avaliaremos o efeito transgeracional da restrição calórica sobre a expectativa de vida, a fertilidade e a saúde do verme. Com isso vislumbramos abrir caminho para a identificação dos mecanismos epigenéticos e hereditários da restrição calórica.