Busca avançada
Ano de início
Entree

Crescimento da produtividade agrícola por estrato de área no Brasil

Processo: 14/12402-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 08 de setembro de 2014
Vigência (Término): 07 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Pesquisador responsável:Marcelo Marques de Magalhães
Beneficiário:Marcelo Marques de Magalhães
Anfitrião: Steven M. Helfand
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Tupã. Tupã , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Riverside (UCR), Estados Unidos  
Assunto(s):Economia agrícola   Produção agrícola   Fronteira agrícola

Resumo

Este projeto propõe a estimar dois modelos heterogêneos de fronteira escolástica de produção, os quais consideram que os produtores podem selecionar diferentes tecnologias. Um modelo heterogêneo discreto será estimado para todo o conjunto de agricultores dos biomas, enquanto um modelo de heterogeneidade contínua será aplicado a cada um dos biomas (seis biomas com particular interesse nos extremos Cerrado e Caatinga). Os modelos serão estimados com dados dos Censos de 1985, 1995 e 2006, agregados em nível municipal, em "estabelecimentos representativos". Estes são classificados por município (mais de 5000), por tamanho do estabelecimento (5 estratos de área), e biomas (6 biomas). O conjunto de dados pode chegar a 150 mil observações, embora na prática muitas valores podem encontrar-se vazios. Além de uma grande variedade de estatísticas descritivas que serão geradas com os dados brutos, a saída dos modelos permitirá a decomposição da ineficiência em um componente atribuível às características fixas, tais como precipitação média local, um componente devido a variáveis de políticas públicas, e um componente idiossincrático. Serão avaliadas as relações entre esses componentes de ineficiência e cada variável de estado individual. (AU)