Busca avançada
Ano de início
Entree

A erosão de solos em periferias de áreas urbanas: a drenagem urbana, as formas erosivas e deposicionais na microbacia do Córrego do Grito, Rancharia-SP

Processo: 13/05664-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:José Tadeu Garcia Tommaselli
Beneficiário:Alyson Bueno Francisco
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Drenagem urbana   Geomorfologia   Voçoroca   Monitoramento ambiental

Resumo

A erosão de solos tornou-se um problema ambiental e social no Extremo Oeste Paulista. Dentre as várias modalidades de erosão, a linear do tipo voçorocamento é um dos exemplos mais impactantes em inúmeras periferias urbanas e estradas vicinais. O processo de urbanização, intensificado a partir da década de 1960, com a abertura de loteamentos e implantação de sistemas de drenagem urbana alterou o escoamento das águas nas vertentes e fundos de vale localizados nas áreas urbanizadas. Inúmeros projetos de loteamentos e de macrodrenagem urbana não se comprometiam em oferecer um direcionamento adequado das águas pluviais aos cursos d´água receptores, situação que favorece a concentração das águas pluviais em escoamentos superficiais nas vertentes e a instalação de processos de voçorocamento em áreas de cabeceiras de drenagem. Neste sentido, visa-se compreender; através de condicionantes sociais como a rede de drenagem urbana e de ocupação do relevo, e de condicionantes naturais da paisagem local; a distribuição geográfica das feições erosivas lineares na microbacia do Córrego do Grito, município de Rancharia-SP. Diante do processo de voçorocamento na periferia da cidade de Rancharia, visa-se através de levantamentos empíricos e análises de aerofotointerpretação estimar as dimensões da voçoroca do Córrego do Grito, a fim de delimitar as principais áreas de risco e a evolução espaço-temporal da respectiva voçoroca, destacando as formas de relevo geradas num período da escala histórica. Além deste diagnóstico, este projeto visa aplicar técnicas de baixo custo com paliçadas feitas de bambus e madeira para controlar o escoamento superficial e contribuir com o controle do processo erosivo. (AU)