Busca avançada
Ano de início
Entree

Introdução do caranguejo invasor Pyromaia tuberculata (Lockington, 1877): variabilidade e estruturação genética na costa Atlântica da América do Sul

Processo: 14/13439-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Fernando Luis Medina Mantelatto
Beneficiário:Carla Kühl de Figueiredo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/50188-8 - Crustáceos decápodes: multidisciplinaridade na caracterização da biodiversidade marinha do estado de São Paulo (taxonomia, espermiotaxonomia, biologia molecular e dinâmica populacional) (Biodiversidade Marinha), AP.BTA.TEM
Assunto(s):Invasão biológica   Variação genética   Caranguejo   Decapoda   Brachyura   Crustacea

Resumo

Pyromaia tuberculata é uma espécie de caranguejo nativa do nordeste do oceano Pacífico, com distribuição natural de ocorrência desde a Baia de São Francisco, Califórnia até o sul do Chile. Esses animais, que geralmente são encontrados sob rochas ou entre organismos incrustantes, são também reportados no oeste do oceano Pacífico, em áreas no Japão, Coréia, Austrália e Nova Zelândia. No Atlântico Ocidental possuem registros na Argentina e Brasil, incluindo o litoral paulista. A espécie é considerada uma espécie invasora para estas regiões e acredita-se que a dispersão para áreas além do seu território natural tenha ocorrido pelo transporte desses organismos em navios, tanto em água de lastro como também associados a organismos incrustantes. Informações acerca dos processos de introdução da espécie na costa Atlântica da América do Sul são ainda desconhecidos. Dessa maneira, por meio de análises de variabilidade e estruturação genética da espécie, bem como a variabilidade morfológica de P. tuberculata no Atlântico, o presente projeto busca avaliar o histórico de eventos relacionado à invasão desta espécie neste território, fornecendo dados importantes em relação à(s) área(s) de origem das espécies do Atlântico Sul, e também se tal introdução é decorrente de um único ou múltiplos eventos de invasão. Para tal finalidade serão realizadas análises moleculares com dois marcadores mitocondriais (16S DNAr e COI), além de estudos de morfologia comparada, baseados em análises de materiais biológicos e também em informações provenientes da literatura.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.