Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de fatores antivirais e retrovírus endógenos constitutivos e induzidos por agonistas de receptores toll-like em mães infectadas por HIV-1 e recém-natos

Processo: 12/21364-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Maria Notomi Sato
Beneficiário:Nátalli Zanete Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):HIV-1   Recém-nascido   Mães   Imunidade inata   Retrovirus endógenos   Transmissão vertical de doença infecciosa

Resumo

A transmissão vertical do HIV ocorre em uma pequena parcela de crianças, sendo que 65-80% dos recém-natos não se infectam mesmo na ausência da terapia antirretroviral. Essa proteção aliada à imaturidade imunológica do recém-nato torna o estudo da interação materno-fetal uma grande oportunidade para se compreender os fatores imunológicos que estão associados com a proteção dos recém-natos, mesmo na vigência do tratamento antirretroviral. A proposta do projeto é avaliar a imunidade inata de mães infectadas por HIV-1 e seus recém-natos, pela expressão de fatores antivirais APOBEC3G, TRIM- 5± e IFN tipo I e pelo potencial imunomodulatório de agonistas de receptores Toll-like(TLR) na expressão dos fatores. Avaliar também a influência da expressão de retrovírus endógenos (HERV-K) na expressão dos fatores antivirais. Para tal, será analisada a expressão transcricional de APOBEC3G, TRIM- 5± e IFN tipo I e de fatores virais, Gag do HIV e Gag de HERV-K em células mononucleares (CMN) do sangue periférico da mãe e do cordão e após estímulo com agonistas de TLR3, TLR7 e TLR7/8.Em paralelo, a expressão proteica de APOBEC3G e de Gag de HIV e HERV-K será avaliada nas CMNs ex vivo e após ativação via TLR7/8.A expressão transcricional e proteica dos fatores antivirais e de HERV-K também será analisada em tecidoplacentário. A frequência de células TCD4+ e TCD8+ naive, memória central e periférica será avaliada quanto a expressão de APOBEC3G, IFN-g, TNF-ae MIP-1a induzidas por agonista de TLR7/8 e Gag HERV-K e HIV-1.A compreensão da resposta imune inata, com ênfase aos fatores antivirais e de retrovírus endógeno e sua modulação por ligantes de TLRs, pode promover possíveis correlatos de proteção e fornecer subsídios para desenvolver novas formulações de vacinas anti-HIV. (AU)