Busca avançada
Ano de início
Entree

BTEX na atmosfera da Região Metropolitana de São Paulo

Processo: 14/14048-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Convênio/Acordo: CNPq - Pronex
Pesquisador responsável:Maria de Fátima Andrade
Beneficiário:Letícia Cunha Tadei
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/58104-8 - Narrowing the uncertainties on aerosol and climate changes in São Paulo State: NUANCES-SPS, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Compostos orgânicos voláteis   Poluição do ar   Hidrocarbonetos   Poluição atmosférica

Resumo

Os compostos orgânicos voláteis (COVs) são uma importante classe de poluentes encontrados na atmosfera, principalmente, em centros urbanos e zonas industriais. Na presença de luz solar e óxidos de nitrogênio contribuem para a formação de poluentes secundários como ozônio troposférico, outros oxidantes atmosféricos e aerossóis, com a consequente formação do smog fotoquímico e material particulado secundário (Atkinson, 2000). O estudo dos COVs tem ganhado interesse ao longo do tempo devido a seu impacto na qualidade do ar assim como os impactos na saúde humana. Dentre os COVs as espécies BTEX (benzeno, tolueno, etilbenzeno e m,p,o-xileno) tem tido especial atenção, principalmente o benzeno devido a sua característica de ser carcinogênico (IARC, 2012). Estas espécies são importantes contribuintes na poluição do ar das megacidades, os quais são frequentemente emitidos por fontes industriais, evaporação de combustíveis e emissões veiculares. (Lan & Minh, 2013; Liu et al., 2013; Nelson & Quigley, 1983; Zhang et al., 2012). Os BTEX serão analisados na região metropolitana de São Paulo em amostragens contínuas horárias, com o objetivo de avaliarem-se as evoluções temporais em ciclos diários e as razões de emissão entre os diferentes compostos. As amostragens e quantificação serão efetuadas com analisador específico para precursores de ozônio, equipamento Perkin Elmer, modelo Clarus 500. A meta do projeto é a contribuição na formação multidisciplinar da aluna de iniciação científica e seu conhecimento na química da atmosfera. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.