Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do Diabetes Mellitus Tipo 1 no processo de remodelação óssea durante a expansão rápida da maxila em ratos

Processo: 13/13152-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Ortodontia
Pesquisador responsável:MARIA BERNADETE SASSO STUANI
Beneficiário:Gabriel Dessotti Barretto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus tipo 1   Remodelação óssea   Expansão rápida da maxila   Receptor ativador de fator nuclear kappa-B   Análise de variância   Teste de Tukey   Técnicas histológicas   Imuno-histoquímica

Resumo

Diabetes mellitus esta associada a diversas alterações sistêmicas e uma das complicações mais importantes desta doença é o reparo ósseo comprometido. Entretanto, ainda não há informações científicas utilizando análise com histologia e imunologia sobre a influência desta desordem durante a expansão rápida da maxilla (ERM) Objetivo: O objetivo deste estudo será avaliar o processo de remodelação óssea durante a aplicação da ERM em ratos diabéticos-induzidos. Material e Métodos: Cento e vinte ratos Wistar, machos, serão divididos aleatoriamente em oito grupos de estudo, contendo uns 15 animais. Grupos Controles: normal (N), veículo com tampão citrato (V), diabete mellitus tipo 1 induzida com estreptozotocina (D) Diabetes Mellitus tipo 1 induzida com estreptozotocina e tratado com insulina (DT). Grupos Experimentais: normal + ERM (Nd), diabetes mellitus tipo 1 induzida com estreptozotocina + ERM (Dd), Diabetes Mellitus tipo 1 induzida com estreptozotocina, tratado com insulina associada + ERM (DTd). Os animais serão submetidos à eutanásia 3, 7 e 10 dias após a ERM. Serão realizadas análises histológicas e imunoistoquímicas para avaliar a expressão de proteínas relacionadas com o processo de remodelação óssea, como a osteoprotegerina (OPG), RANK e RANKL. Os dados serão submetidos ao teste de normalidade e caso apresentem distribuição normal serão analisados por meio to teste de análise de variância de duas-vias (Two-way ANOVA), seguido pelo pós-teste de Tukey. O nível de significância será de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)