Busca avançada
Ano de início
Entree

Microdureza do esmalte dental submetido ao tratamento com clareadores contendo peróxido de hidrogênio de alta ou baixa concentrações adicionados de cálcio e/ou fluoretos

Processo: 14/08118-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Roberta Tarkany Basting Höfling
Beneficiário:Isabella Spinardi Furlan
Instituição-sede: Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic. Faculdade São Leopoldo Mandic (SLMANDIC). Sociedade Regional de Ensino e Saúde S/S Ltda (SRES). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Clareamento de dente   Esmalte dentário   Microdureza   Peróxido de hidrogênio   Cálcio   Fluoretos

Resumo

O objetivo do trabalho é avaliar in vitro a microdureza do esmalte dental humano submetido a diferentes agentes clareadores contendo peróxido de hidrogênio (PH) de alta ou baixa concentrações adicionados ou não de cálcio e/ou fluoreto utilizados nas técnicas de moldeira ou em consultório. Serão utilizados 60 blocos de esmalte dental humano obtidos de 30 terceiros molares humanos hígidos, que serão distribuídos aleatoriamente e submetidos a seis diferentes agentes clareadores (n=10), sendo quatro com PH de alta concentração: Whiteness HP Maxx/ FGM (PH a 35%), Whiteness HP Blue/ FGM (PH a 35% + 2% de gluconato de cálcio), Pola Office +/ SDI (PH a 37,5% + 5% nitrato de potássio) e Opalescence Boost/ Ultradent (PH a 38% + 1,1% de fluoreto e 3% de nitrato de potássio); e dois de baixa concentração: Pola Day/ SDI (PH a 9,5%) e White Class 10%/ FGM (PH a 10% + nitrato de potássio + cálcio + fluoreto). A microdureza do esmalte será medida quantitativamente em número de dureza de Knoop (KHN) antes, durante e após o clareamento em seis diferentes tempos. Caso haja homogeneidade de variância e distribuição normal dos erros do modelo matemático, a avaliação quantitativa dos dados de microdureza será realizada pela Análise de Variância. Curvas de superfície de resposta poderão ser obtidas para a representação dos valores de microdureza. Caso contrário, serão utilizados métodos não paramétricos. A partir de um estudo sendo realizado em paralelo pela equipe de pesquisa em que quantificará a dosagem de cálcio e fósforo presente no esmalte submetido aos mesmos agentes clareadores e tempo por meio da técnica de fluorescência de raios-X pela reflexão total, será avaliada a correlação existente entre os dados obtidos.