Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos parceiros de interação da isoforma curta de S6K1 em células humanas e sua relação com câncer

Processo: 14/07115-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Fernando Moreira Simabuco
Beneficiário:Alice Missagia de Mattos Springer
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/13558-7 - Caracterização molecular das proteínas S6Ks na obesidade e em suas doenças associadas, AP.JP
Assunto(s):Metabolismo   Serina-treonina quinases TOR   Proteômica   Neoplasias   Biologia molecular   Imunoprecipitação

Resumo

Atualmente, o câncer é o fator de maior importância em relação à causa de mortes em países economicamente desenvolvidos. Em mais algumas décadas, essa enfermidade poderá se tornar a maior causa de morbidade e mortalidade em todas as regiões do mundo. O câncer de próstata ocupa o segundo lugar em relação aos tipos de câncer mais ocorridos em homens no Brasil. A atividade da proteína mTOR vem sendo associada com o crescimento celular desenfreado característico de células cancerosas devido ao seu papel chave no controle do crescimento e do metabolismo celular. As proteínas S6Ks são conhecidas como as principais proteínas efetoras da via de mTOR e, por esse motivo, vários estudos vêm ressaltando o potencial oncogênico das S6Ks. Os genes que codificam S6K1 e S6K2 encontram-se comumente ampliados em diversos tipos de câncer, inclusive no câncer de próstata. Apesar da importância, os estudos envolvendo as isoformas curtas de S6Ks, como a S6K1-h6A, e seu papel em câncer são escassos, o que leva à necessidade de que sejam feitas mais pesquisas que relacionem o papel dessas isoformas no câncer. Dessa forma, o presente projeto de pesquisa visa caracterizar o papel da isoforma curta de S6K1-h6A em câncer, analisando possíveis parceiros de interação e seu papel no crescimento celular.