Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação do papel do circuito de defesa e seus alvos ascendentes na elaboração das respostas de medo em animais portadores de lesão da coluna dorsolateral da substância cinzenta periaquedutal

Processo: 14/02540-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Newton Sabino Canteras
Beneficiário:Rodrigo de Andrade Rufino
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neuroanatomia   Medo   Mecanismos de defesa   Núcleo hipotalâmico ventromedial   Substância cinzenta periaquedutal

Resumo

A matéria cinzenta periaquedutal, em particular o seu setor dorsolateral (PAGdl) é tida como uma estrutura chave para a expressão das respostas de medo inato e contextual a ameaças predatórias. Todavia, em experimentos recentes de nosso laboratório pudemos observar que durante a exposição ao predador, os animais portadores de lesão da PAGdl permaneciam afastados do predador com um comportamento exploratório cauteloso com poucos movimentos, sugerindo que a lesão da PAGdl não foi capaz de abolir totalmente a resposta de medo. O objetivo deste projeto será identificar quais vias podem mediar estas respostas de medo durante o confronto com o predador nos animais portadores de lesão bilateral da PAGdl. Considerando o papel central do circuito hipotalâmico de defesa (formado pelo núcleo hipotalâmico anterior, parte dorsomedial do núcleo ventromedial e núcleo pré-mamilar dorsal) na integração das ameaças predatórias, propomos no presente estudo investigar em animais portadores de lesão neuroquímica bilateral da PAGdl a participação do circuito hipotalâmico de defesa e de seus alvos ascendentes (septo lateral e núcleo anteromedial do tálamo) nas respostas de medo durante o confronto predatório. Para tanto, em animais com lesão citotóxica bilateral da PAGdl, verificaremos como a inativação farmacológica com Muscimol separadamente do circuito hipotalâmico de defesa, do septo lateral ou do núcleo anteromedial do tálamo interfere nas respostas de defesa durante o confronto predatório. Desta forma, poderemos ampliar o nosso entendimento das vias neurais potencialmente envolvidas na expressão das respostas de medo inato. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RUFINO, RODRIGO DE ANDRADE; MOTA-ORTIZ, SANDRA REGINA; XAVIER DE LIMA, MIGUEL ANTONIO; BALDO, MARCUS VINICIUS C.; CANTERAS, NEWTON SABINO. The rostrodorsal periaqueductal gray influences both innate fear responses and acquisition of fear memory in animals exposed to a live predator. Brain Structure & Function, v. 224, n. 4, p. 1537-1551, MAY 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RUFINO, Rodrigo de Andrade. Investigação da substância cinzenta periaquedutal (PAG) na organização das respostas de defesa frente ao predador.. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.