Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos ecológicos e genéticos da variação do tamanho das sementes em paisagem defaunada

Processo: 14/01029-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Mauro Galetti Rodrigues
Beneficiário:Carolina da Silva Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/22843-8 - Determinantes da dispersão de sementes e de genes de uma palmeira tropical através de paisagens fragmentadas e defaunadas, BE.EP.DR
Assunto(s):Diversidade genética   Genética da paisagem   Dispersão de sementes

Resumo

As angiospermas apresentam uma grande variação intra- e interespecífica no tamanho das sementes. Essa variação deve influenciar na dinâmica ecológica e evolutiva das espécies, uma vez que o tamanho da semente pode estar relacionado com a capacidade de dispersão e com o potencial de recrutamento de plântulas. Estudos mostraram que processos de defaunação e fragmentação podem levar a redução do tamanho das sementes, no entanto, pouco ainda se sabe quais são as consequências adaptativas e ecológicas dessa redução. O objetivo desse projeto é entender quais são os efeitos ecológicos e genéticos da variação do tamanho de sementes de uma palmeira chave na Mata Atlântica, o palmito juçara Euterpe edulis. Especificamente investigaremos através de uma meta-análise baseada em dados compilados da literatura se a conectividade das populações de diferentes espécies de angiospermas pode ser explicada pelo tamanho das sementes e pela síndrome de dispersão em ecossistemas tropicais; se a perda de grandes frugívoros está afetando a variação do tamanho da semente e, concomitantemente, verificaremos se há relação entre redução da variação do tamanho da semente com redução da diversidade genética e do potencial germinativo das sementes; avaliaremos qual o papel da variação fenotípica e genética do tamanho da semente na limitação de dispersão de semente e recrutamento de plântulas; e verificaremos o potencial de restauração da variabilidade fenotípica. Para alcançar nossos objetivos, utilizaremos distintas formas de obtenção e análises de dados, como compilação de dados da literatura, experimentos in situ e controlados em casa de vegetação e análises genéticas. Os resultados obtidos serão usados para testar hipóteses sobre as consequências genéticas e ecológicas da redução do tamanho das sementes devido à influência antrópica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.