Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da fisiopatologia da reação inflamatória aguda durante aerocistite infecciosa por Aeromonas hydrophila em Tilápias do Nilo, Oreochromis niloticus, aloxano-diabéticas

Processo: 14/09437-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marco Antonio de Andrade Belo
Beneficiário:Ed Johnny da Rosa Prado
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Inflamação   Diabetes mellitus   Tilápia-do-Nilo   Aeromonas hydrophila

Resumo

Tendo em vista os expressivos resultados observados na avaliação da reação inflamatória aguda em tilápias diabéticas com comprometimento da resposta imune inata, particularmente na supressão de fagócitos para o foco inflamado, associado às variações leucocitárias no sangue principalmente nas populações de linfócitos e neutrófilos, alterações histopatológicas e sérico-bioquímicas com aumento de lipídios, proteínas e glicose (1ª fase do estudo, dissertação de mestrado, processo FAPESP 2011/16945-9), este estudo propõe investigar outros mecanismos envolvidos na fisiopatologia da reação inflamatória aguda em tilápias aloxano-diabéticas, através das análises: dos teores séricos de proteínas de fase aguda; concentrações séricas de IL-1², IL-6 e TNF-±; expressão tecidual de receptores IGF-1, IL-1², e TNF-±; determinação dos valores circulantes de insulina e cortisol; níveis séricos de sódio, cálcio e potássio; determinação de lisozima sérica. Para tal serão utilizados amostras de soro e tecidos das 189 tilápias com aerocistite infecciosa aguda por A. hydrophyla (processo FAPESP 2011/16945-9), constituindo 9 tratamentos: Não tratado e Não inoculado (controle negativo); Não tratado e inoculado; Tratado com insulina (INS) e inoculado; Tratado com INS + Aloxano (ALOX) e inoculado; Tratado com insulina (INS) + dexametasona (DEXA) e inoculado; Tratado com ALOX e inoculado; Tratado com ALOX + DEXA e inoculado; Tratado DEXA e inoculado; Tratados com INS + ALOX + DEXA e inoculado. Nesta etapa será realizado também um ensaio experimental com 30 tilápias aloxano diabéticas para determinação das massas corporais (conforme estudo piloto anexado), constituído três grupos (n=10): Não diabético e tratado com salina (G0); Diabético e tratado com salina (G1); Diabético e tratado INS (G2). Serão analisados os valores globais de massa corporal (g), densidade mineral óssea (g/cm2), densidade de massa gorda (%) e densidade de massa magra (g). Contudo, a correlação entre os estudos: de proteínas de fase aguda; concentrações séricas de citocinas; a imunohistoquímica estrutural celular; determinação das massas corporais; os valores circulantes de insulina, cortisol, lisozima e eletrólitos, associado aos resultados observados no estudo hematológico, bioquímico, histopatológico, somático e celular no exsudato inflamatório (obtidos na 1ª fase do estudo, proc. FAPESP 2011/16945-9), fornecerá subsídios importantes na compreensão e caracterização de eventos presentes na fisiopatologia da reação inflamatória aguda em tilápias aloxano-diabéticas e da participação endócrina, metabólica e imunológica do efeito insulínico e glicocorticoide na resposta orgânica deste peixe teleósteo. Neste sentido, este estudo apresenta dois grandes objetivos: desvendar importantes mecanismos fisiopatológicos presentes na inflamação aguda de tilápias diabéticas e provar a importância deste modelo experimental com peixes teleósteos para estudos e avanços em pesquisas envolvendo o diabetes mellitus. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
Caracterização do diabetes mellitus farmacológico (aloxâmico) em tilápias do nilo. 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.