Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial fitotóxico de extratos orgânicos de frondes da samambaia invasora Pteridium arachnoideum (Kaulf.) Maxon

Processo: 14/11382-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Rosana Marta Kolb
Beneficiário:Carina Hayakawa Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Ecofisiologia vegetal   Bioensaio   Cerrado   Fitoquímica   Fitotoxicidade   Alelopatia

Resumo

O termo alelopatia refere-se às interações bioquímicas benéficas e às prejudiciais entre as diferentes espécies de plantas, incluindo os microrganismos. Há uma enorme variedade de compostos com este tipo de atividade, sendo que as condições ambientais (como a sazonalidade pluviométrica) podem alterar a produção dos mesmos. Tais substâncias alelopáticas são consideradas como recurso para a produção de herbicidas naturais ou estimulantes para o crescimento de algumas plantas, em razão da diversidade de atuação destes compostos. A samambaia Pteridium arachoideum (Kaulf.) Maxon ocorre como invasora em áreas de Cerrado. Estudos prévios realizados por nosso grupo de pesquisa mostraram que extratos aquosos de frondes desta espécie apresentam fitotoxidade. O presente projeto objetiva analisar qual extrato orgânico (hexano, acetato de etila, metanol) possui maior fitotoxidade, a partir de frondes de P. arachnoideum, coletadas tanto na estação seca quanto chuvosa, sobre a germinação e início do desenvolvimento de Cucumis sativus L. (pepino). Serão efetuadas análises fitoquímicas para definir as principais classes químicas dos metabólitos secundários produzidos por tal espécie em ambas as estações citadas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.