Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise morfológica e imunocitoquímica de Apis mellifera africanizada contaminadas pelo inseticida dimetoato em condições laboratoriais

Processo: 14/11535-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Roberta Cornélio Ferreira Nocelli
Beneficiário:Grazielly Schimack Devitto
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Abelhas   Zoologia aplicada   Morte celular   Tubulos de Malpighi

Resumo

As abelhas são os polinizadores mais efetivos de diversas culturas e plantas nativas, sendo importantes tanto para o ambiente como para a economia. Nas monoculturas mundiais a espécie mais utilizada é a Apis mellifera. Devido ao declínio destes polinizadores que estão sendo relatados desde 2006, as abelhas vem sendo motivos de estudos em diversas áreas. Dentre os vários fatores para este declínio, o uso indiscriminado de agrotóxicos é apontado como o mais danoso. Por forragearem nas áreas agrícolas contaminadas, as abelhas, tanto as adultas quanto as larvas, ficam altamente vulneráveis à contaminação. Diante da utilização do inseticida dimetoato (inseticida proposto como modelo em testes larvais padronizados pela OECD) principalmente em culturas de citros, trigo, algodão, tomate e maça, o presente trabalho pretende avaliar o efeito histopatológico de baixas doses deste inseticida em bioensaios de exposição aguda por contato. A avaliação histopatológica será realizada no tegumento, no corpo gorduroso parietal (trofócitos e enócitos) e nos túbulos de Malpighi de pré-pupas A. mellifera africanizada por serem os tecidos expostos inicialmente na contaminação por contato. As análises morfológicas e imunocitoquímicas identificarão biomarcadores de exposição e/ou citotoxicidade, e podem fornecer dados para a compreensão sobre a eventual queda de produtividade nas colônias localizadas no entorno de áreas agrícolas, visando melhorar o manejo dessas áreas de forma a atender tanto à necessidade dos apicultores quanto melhorar a produção agrícola potencializada pela polinização apícola.Palavras-chave: abelhas, tegumento, corpo gorduroso parietal, túbulos de Malpighi, histopatologia, morte celular.