Busca avançada
Ano de início
Entree

A cultura visual no cinema de Dario Argento

Processo: 14/06505-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Jorge Sidney Coli Junior
Beneficiário:Letícia Badan Palhares Knauer de Campos
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):História da arte   História do cinema   História da cultura

Resumo

Partindo da análise dos filmes do diretor italiano Dario Argento, este projeto de mestrado tem como principal foco o estudo da reverberação de imagens da cultura visual em seus filmes, bem como entender sua produção como parte deste universo artístico-cultural. Visa-se abranger sua produção cinematográfica de modo plural, analisando não apenas seus filmes, mas relacionando-os com diversas obras de arte, por vezes referenciadas diretamente, por outras aludidas em objetos, cenas e até personagens. Dario Argento é um dos grandes expoentes italianos do subgênero do horror, giallo e trabalha constantemente com o tema das artes plásticas como catalisadoras do medo. Alguns de seus filmes como Suspiria (1977) e Profondo Rosso (1975) retomam pinturas clássicas de Edward Hopper, M.C. Escher e ainda Aubrey Beardsley. La Sindrome di Stendhal (1996) apresenta o poder das obras de arte em impulsionar em seus personagens sensações de torpor e agonia. Este trabalho se baliza, desta forma, na leitura e compreensão de seus filmes e das obras com as quais propomos relações.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAMPOS, Letícia Badan Palhares Knauer de. A cultura visual no cinema de Dario Argento. 2017. Dissertação de Mestrado.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.