Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da fração de plaquetas imaturas (IPF) e de sua associação com manifestações clínicas e laboratoriais em pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico

Processo: 14/00735-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Simone Appenzeller
Beneficiário:Amanda Meireles Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Lúpus eritematoso sistêmico   Trombopoetina   Imunologia

Resumo

O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune crônica dotecido conjuntivo de acometimento multissistêmico. Sua etiologia é desconhecida,afetando principalmente mulheres na fase reprodutiva na faixa etária entre 15 a 50anos de idade. Caracterizada por manifestações clínicas variadas, a doença estáligada a fatores genéticos, hormonais, ambientais e a alguns medicamentos. Adoença é classificada como crônica com períodos de atividades e remissão. Oscritérios utilizados para o diagnóstico do LES são padronizados pelo AmericanCollege of Rheumatology, sendo considerada a presença de quatro sintomas oumais, como manifestações dermatológicas, muscoesqueléticas, hematológicas,cardíacas e neurológicas. É predominantemente freqüente na idade adulta, porémem torno de 20% de crianças e adolescentes até os 16 anos são acometidos. Aprevalência também é maior no sexo feminino, tendo as manifestações clínicassemelhantes ao adulto, exceto o comprometimento renal que é mais freqüente entrecrianças, em torno de 70 a 100%. Esta pesquisa tem por objetivo avaliar novosparâmetros plaquetários que refletem o grau de ativação plaquetária e a cinética datrombocitopoiese, com destaque para a fração de plaquetas imaturas (IPF), e suaassociação com manifestações clínicas e laboratoriais em pacientes com LúpusEritematoso Sistêmico (LES). Esta avaliação será feita por meio da análise dosangue total dos pacientes acompanhados ambulatório de Reumatologia no Hospitalde Clínicas da Unicamp com idade inferior aos 16 anos. A análise será realizada noequipamento SYSMEX XE-5000, que permite a contagem global das plaquetas, acontagem das plaquetas imaturas (através da análise do RNA plaquetário por meiode uma reação de fluorescência), e a determinação da IPF. Além disso, os níveisplasmáticos de trombopoietina (TPO), um fator de crescimento fundamental para aprodução de plaquetas, será avaliado por Elisa a fim de se obter mais dados sobre acinética da trombocitopoiese.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.