Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da administração perineural da associação de dexmedetomidina e ropivacaína 0,75% em bloqueios dos nervos isquiático e femoral guiados por ultrassom e por neuroeletroestimulação em cães

Processo: 14/10449-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Valéria Nobre Leal de Souza Oliva
Beneficiário:Thomas Alexander Trein
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Anestesiologia veterinária   Dexmedetomidina   Ropivacaína   Nervo isquiático   Ultrassonografia   Cães

Resumo

O interesse do emprego do bloqueio anestésico regional em pequenos animais aumentou significativamente nos últimos anos. O bloqueio dos nervos femoral e isquiático é uma alternativa à anestesia neuroaxial para membros pélvicos e apresenta efeitos analgésicos e anestésicos similares, porém, com menor incidência de complicações. Associações de anestésicos locais com adjuvantes vêm sendo estudadas com o intuito de melhorar a qualidade e segurança do bloqueio anestésico periférico. O estudo tem como objetivo investigar os efeitos da administração de dexmedetomidina, administrada pela via perineural ou sistêmica, associada ao bloqueio dos nervos isquiático e femoral com ropivacaína 0,75% em cães. Mais especificamente, objetiva-se investigar e comparar os tempos de latência, bloqueio motor e sensitivo, e qualidade do bloqueio anestésico obtido através destes três protocolos. Ainda mais, o estudo avaliará os potenciais efeitos adversos da associação de dexmedetomidina, tanto pela via perineural como sistêmica, sobre os parâmetros cardiorrespiratórios e complicações referentes à realização da técnica. Serão utilizados sete cães hígidos da raça Beagle, machos e fêmeas, com idade entre 2 e 4 anos e pesando entre 5 e 15 quilos. Cada cão participará de três grupos experimentais: administração perineural de ropivacaína 0,75% sobre os nervos supracitados (0,1mL/kg/nervo) e intramuscular de salina (0,2mL/kg) (GCON); administração perineural de dexmedetomidina diluída (1µg/mL) em ropivacaína 0,75% sobre os nervos supracitados (0,1mL/kg/nervo) e intramuscular de salina (0,2mL/kg) (GDPN); administração perineural de ropivacaína 0,75% sobre os nervos supracitados (0,1mL/kg/nervo) e intramuscular de dexmedetomidina diluída (1µg/mL) em salina (0,2mL/kg) (GDIM). Os bloqueios dos nervos serão realizados sob anestesia geral inalatória e guiados por ultrassonografia e neuroeletroestimulação. Posteriormente, será permitida a recuperação anestésica dos animais. As variáveis Frequência Cardíaca (FC), Frequência Respiratória (f), Pressão Arterial Sistólica (PAS), Temperatura Retal (TR), Atividade Motora (Amot) e Sensitiva (Asen) serão avaliadas antes da Indução Anestésica (MB), imediatamente após a recuperação anestésica (M0) e posteriormente a cada 15 minutos (M15, M30, M45...) até o término do bloqueio motor e sensitivo. Já as variáveis Pressão Parcial de Oxigênio Arterial (PaO2), Pressão Parcial de Dióxido de Carbono Arterial (PaCO2), pH sanguíneo, Saturação Arterial de Oxigênio (SaO2), bicarbonato (HCO3-), Déficit de Base (BE), Lactato Sanguíneo (LACT) e Glicemia (GLIC) serão avaliadas em MB, M0, 180 e 540 minutos após a recuperação anestésica. Após 24 e 72 horas a partir de M0, as variáveis Amot e Asen serão novamente aferidas para avaliação de potenciais déficits neurológicos do membro tratado. Os dados serão atestados quanto à sua distribuição normal pelo teste de Shapiro-Wilk. As variáveis com distribuição normal serão submetidas à Análise de Variância (ANOVA) com medidas repetidas, com posterior teste de Tukey. Já as variáveis sem distribuição normal serão submetidas ao teste de Friedman, seguido do teste de Student-Newman-Keuls. Diferenças entre tratamentos serão consideradas estatisticamente significativas quando p<0,05. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TREIN, THOMAS A.; FLORIANO, BEATRIZ P.; WAGATSUMA, JULIANA T.; FERREIRA, JOANA Z.; DA SILVA, GUILHERME L.; DOS SANTOS, PAULO S. P.; PERRI, SILVIA H. V.; OLIVA, VALRIA N. L. S. Effects of dexmedetomidine combined with ropivacaine on sciatic and femoral nerve blockade in dogs. VETERINARY ANAESTHESIA AND ANALGESIA, v. 44, n. 1, p. 144-153, JAN 2017. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TREIN, Thomas Alexander. Administração da associação de dexmedetomidina e ropivacaína 0,75% em bloqueios dos nervos isquiático e femoral guiados por ultrassom e por neuroeletroestimulação em cães. 2015. 162 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.