Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação das vias intracelulares moduladas pelo monóxido de carbono na regulação do equilíbrio hidroeletrolítico

Processo: 14/10060-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 01 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:José Antunes Rodrigues
Beneficiário:Juliana Bezerra Medeiros de Lima
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/09799-1 - Regulação da homeostase energética e do balanço hidromineral: das células aos sistemas fisiológicos, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):17/13653-3 - Geração de monóxido de carbono induzida por desidratação: participação de ROS, sinalização redox e via nrf2-are, BE.EP.DR
Assunto(s):Desidratação   Equilíbrio hidroeletrolítico   Monóxido de carbono   Núcleo supraóptico   Ocitocina   Vasopressinas   Neuroendocrinologia

Resumo

O balanço hidroeletrolítico, que é essencial para a manutenção da vida, tem um controle eficiente e complexo, realizado momento a momento por diversos sistemas homeostáticos. O sistema neuroendócrino atua, neste contexto, como componente de comando e integração de respostas efetoras frente a qualquer situação que desafie a homeostase hídrica e eletrolítica. Recentemente, têm sido relatadas evidências da participação de moduladores gasosos, entre eles o monóxido de carbono (CO), na regulação desse e de outros sistemas homeostáticos. Dados prévios da literatura e estudos ainda não publicados do nosso laboratório indicam que o CO pode modular a secreção hormonal em diversas condições experimentais, tais como expansão do volume extracelular e privação hídrica, tanto de forma direta como indireta - via modulação do sistema do óxido nítrico (NO) - sendo que essa modulação pode ocorrer de forma tempo e estímulo-dependente. Assim, o presente estudo tem o objetivo de explorar a modulação exercida pelo CO de origem central sobre as respostas neuroendócrinas induzidas pelo estímulo de privação hídrica de vinte e quatro horas ou quarenta e oito horas (PH24h ou PH48h, respectivamente), explorando 1) os possíveis alvos intracelulares do CO - guanilato ciclase solúvel (sGC), canais de grande condutância de potássio (BK) e proteína quinase 38 ativada por mitógeno (p38 MAPK), bem como 2) a possível inter-relação dos sistemas nitrérgico e COérgico, e ainda 3) a provável existência do fator tempo-dependente na modulação destas respostas. Para tanto, serão realizados estudos eletrofisiológicos e estudos in vivo através das técnicas de radioimunoensaio, western blotting e imunoistoquímica. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIMA, Juliana Bezerra Medeiros de. Participação das vias intracelulares moduladas pelo monóxido de carbono na regulação do equilíbrio hidroeletrolítico. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.