Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel dos receptores sensíveis a metabólitos (GPR41, GPR43 e GPR109A) e das vias epigenéticas para a progressão de nefropatias

Processo: 14/13135-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 15 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 14 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Raphael Jose Ferreira Felizardo
Supervisor no Exterior: Charles Mackay
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Monash University, Austrália  
Vinculado à bolsa:12/15205-4 - Papel dos ácidos graxos de cadeia curta na glomeruloesclerose segmentar e focal experimental, BP.DD
Assunto(s):Nefrologia   Podócitos   Ácidos graxos voláteis

Resumo

Ácidos graxos de cadeia curta (AGCCs) são metabólitos produzidos pela microbiota intestinal por meio da digestão de fibras advindas da dieta. AGCCs mostram uma gama de efeitos no sistema imune, e estão envolvidos em muitos processos inflamatórios. Em particular, AGCCs têm sido associados com a homeostase intestinal, por exemplo, regulando o número de células Treg, ativação de macrófagos, integridade epitelial e funções dos enterócitos. Esses efeitos foram atribuídos à ativação dos receptores sensíveis a metabólitos GPR41, GPR43 e GPR109A, e ainda a indução de modificações epigenéticas em histonas, particularmente inibindo histona deacetilases (HDACs). Embora resultados recentes tenham mostrado a modulação da resposta imune pelos AGCCs, não existem estudos em um contexto de doença renal. Diante dos recentes achados, esperamos que AGCCs, uma vez que alcancem a circulação, poderiam afetar a biologia do rim, ativando receptores sensíveis a metabólitos e assim, modulando a lesão inflamatória renal. Concomitantemente, AGCCs poderiam inibir HDACs e alterar epigeneticamente a transcrição de genes específicos em células infiltrantes e células do parênquima renal. Neste estudo, nos propomos investigar como estes receptores estão envolvidos nas doenças renais e o papel dos AGCCs na inibição de HDACs de modo a alterar a transcrição gênica em células efetoras. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FELIZARDO, RAPHAEL J. F.; DE ALMEIDA, DANILO C.; PEREIRA, RAFAEL L.; WATANABE, INGRID K. M.; DOIMO, NAYARA T. S.; RIBEIRO, WILLIAN R.; CENEDEZE, MARCOS A.; HIYANE, MEIRE I.; AMANO, MARIANE T.; BRAGA, TARCIO T.; FERREIRA, CAROLINE M.; PARMIGIANI, RAPHAEL B.; ANDRADE-OLIVEIRA, VINICIUS; VOLPINI, RILDO A.; VINOLO, MARCO AURELIO R.; MARINO, ELIANA; ROBERT, REMY; MACKAY, CHARLES R.; CAMARA, NIELS O. S. Gut microbial metabolite butyrate protects against proteinuric kidney disease through epigenetic- and GPR109a-mediated mechanisms. FASEB JOURNAL, v. 33, n. 11, p. 11894-11908, NOV 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.