Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da atividade proteolítica e da degradação da matriz orgânica de dentes decíduos e permanentes

Processo: 14/10711-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Débora Lopes Salles Scheffel
Beneficiário:Laís Alberti Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Dentina   Colágeno   Dente decíduo   Degradação   Metaloproteinases da matriz   Colorimetria

Resumo

O objetivo deste trabalho é avaliar comparativamente a atividade de metaloproteinases da matriz (MMPs) na dentina decídua e permanente e monitorar a degradação do colágeno dentinário ao longo do tempo. Para isso 24 palitos de dentina com dimensões de 1,0 mm de largura por 1,0 mm de espessura e 4,0 mm de comprimento serão obtidos de terceiros molares e molares decíduos hígidos (n=12). Os palitos serão completamente desmineralizados em ácido fosfórico 10% por 18h à 3-4oC. A atividade inicial total de MMP será determinada para cada grupo (decíduo e permanente) por meio de um teste colorimétrico (SensoLyte®). Em seguida o módulo de elasticidade inicial será mensurado por meio de um teste de flexão com o palito desmineralizado imerso em água deionizada e utilizando um dispositivo metálico com espaço de 2,5 mm entre os pontos de apoio. Posteriormente, será determinada a massa seca inicial de cada palito após desidratação por 48h em dessecador contendo sulfato de cálcio. Então, os palitos serão reidratados em água deionizada por 1h e imersos em 300uL de saliva artificial por 7 dias, 1 mês ou 2 meses à 37oC. Após cada período de armazenamento o módulo de elasticidade e a massa seca serão reavaliados. A saliva artificial referente a cada período de avaliação será congelada para mensuração da liberação de fragmentos de ICTP e CTX, produzidos pela hidrólise do colágeno por MMPs e cisteínas catepsinas, respectivamente.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)