Busca avançada
Ano de início
Entree

Intersubjetividade em Paul Ricoeur e Karl-Otto Apel

Processo: 14/06613-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Epistemologia
Pesquisador responsável:João Vergílio Gallerani Cuter
Beneficiário:Rafael Barros de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/24153-6 - Intersubjetividade em Paul Ricoeur e Karl-Otto Apel, BE.EP.IC   15/24151-3 - Intersubjetividade em Paul Ricoeur e Karl-Otto Apel, BE.EP.IC
Assunto(s):Hermenêutica   Filosofia contemporânea   Intersubjetividade

Resumo

O objetivo deste projeto é investigar a maneira como Paul RicSur e Karl-Otto Apel constroem suas propostas de solução para o problema da objetividade do discurso e, consequentemente, da linguagem. Tendo sido ambos fortemente influenciados pela hermenêutica de Hans-Georg Gadamer, percorreram caminhos diferentes a partir desse denominador comum: RicSur, por um lado, valeu-se da tradição francesa de recepção da fenomenologia de Edmund Husserl e Martin Heidegger, enquanto que Apel, por outro lado, combinou a hermenêutica com o pragmatismo de Charles Sanders Peirce e - em menor grau - a analítica da linguagem de Ludwig Wittgenstein para compor sua "pragmática transcendental". Ambos os autores, seguindo cada um sua estratégia, apontam, de modo geral, para a mesma solução conceitual: a intersubjetividade - muito embora preenchida com diferentes conteúdos semânticos por um e outro. O que busco identificar são os pontos de convergência e divergência entre esses autores contemporâneos, indagando sobre a possibilidade de apontá-los como pontos de encontro das chamadas tradições "analítica" e "continental" da filosofia.