Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da aderência entre o concreto e a talisca de bambu da espécie Bambusa vulgaris reforçada nos nós e impermeabilizada com látex

Processo: 14/02825-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Construção Civil
Pesquisador responsável:José Luiz Pinheiro Melges
Beneficiário:Pedro Caio Barreto Angelotti
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Sustentabilidade   Concreto   Látex   Bambu   Materiais de construção sustentáveis   Estruturas de concreto   Edifícios sustentáveis

Resumo

O bambu é uma planta tropical, perene, renovável e também um forte sequestrador de carbono. Além de crescer rapidamente e não ter a necessidade do replantio dos colmos, ele apresenta boas qualidades de resistência mecânica, sendo utilizado na construção civil há muito tempo. Mais recentemente, tem-se estudado o bambu como sendo um elemento que pode ser usado como um reforço no concreto. Como desvantagens, o bambu é um material orgânico e higroscópico. Durante a concretagem, o bambu absorve água e isso gera um aumento de seu volume. Este aumento de volume pode provocar fissuras no concreto fresco. Após o período de cura, com o concreto endurecido, o bambu perde parte da água que foi absorvida e sofre uma redução de seu volume, o que diminui a eficiência da aderência entre os materiais. Propõe-se, neste trabalho, avaliar o comportamento estrutural de taliscas de bambu da espécie Bambusa vulgaris, disponível na cidade de Ilha Solteira, quando submetidas ao ensaio de tração, ao ensaio de arrancamento, e quando inseridas como um reforço adicional a vigas de concreto armado. As taliscas serão impermeabilizadas com látex, que é uma borracha de origem natural obtida a partir de seringueiras, sendo, deste modo, um produto ecologicamente sustentável. Para melhorar a condição de aderência entre o concreto e o bambu, a superfície do corpo de prova será impregnada com areia após a aplicação do látex enquanto o mesmo ainda não estiver seco. Devido à fragilidade do nó do bambu, serão colados pedaços de bambu, para atuarem como um reforço nestes pontos. Futuramente, pretende-se que os parâmetros obtidos nesta pesquisa possam ser usados no estudo de lajes pré-moldadas treliçadas, onde o bambu poderá ser usado como um complemento à armadura treliçada, visando aumentar a resistência e a rigidez da laje.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)