Busca avançada
Ano de início
Entree

Complexo de oficinas da antiga Companhia Paulista em Jundiaí e a intervenção projetual em preexistências edificadas: a adequação para FATEC

Processo: 14/10252-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Projeto de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Hélio Hirao
Beneficiário:Matheus Alcântara Silva Chaparim
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/04427-7 - Análises projetuais de obras de intervenção em preexistências edificadas da arquitetura industrial nas cidades de Sevilha (Andaluzia, Espanha), Jundiaí, Campinas e registro (São Paulo, Brasil), BE.EP.IC
Assunto(s):Patrimônio histórico   Patrimônio industrial   Patrimônio ferroviário

Resumo

O debate a respeito da Preservação do Patrimônio Urbano e Arquitetônico passa pela discussão das formas de intervenção sobre a preexistência edificada. Os projetos de reabilitação das estruturas arquitetônicas utilizando de práticas de conservação, manutenção, reconstrução, demolições, adições e inovações implicam em alterações no Patrimônio a ser preservado. A restauração implica transformações, uma decisão projetual precipitada pode levar a perdas irreparáveis. Essas intervenções exigem uma maior capacidade de interpretação das formas, além de considerar os aspectos formais e documentais da obra. A pesquisa visa investigar o processo de concepção do projeto urbano e arquitetônico contemporâneo, a partir das reflexões sobre as práticas da intervenção arquitetônica em patrimônios ferroviários industriais de interesse de preservação. Utiliza o conjunto de oficinas da antiga Companhia Paulista de Jundiaí, como objeto de pesquisa. Estuda a obra de reabilitação das edificações para a FATEC de Jundiaí, realizado em 2002. Busca, portanto, analisar e refletir sobre os fundamentos utilizados pelos projetistas, usando como referência analítica os princípios da teoria da restauração e as diretrizes das cartas patrimoniais. Insere-se na pesquisa "Memória Ferroviária" (Processo 2012/11259-2), que objetiva realizar o inventário integral do patrimônio industrial dos complexos paulistas. Colabora, assim, documentando e analisando o momento da reabilitação do conjunto arquitetônico. Pretende também, contribuir para consolidação do grupo de pesquisa Projeto, Arquitetura e Cidade- linha de pesquisa Patrimônio e Projeto de Intervenções- laboratório Núcleo de Estudos em Patrimônio e Projeto (NePP) da UNESP- Campus de Presidente Prudente.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.