Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação de dois tipos de retalho para enxerto de tecido conjuntivo no tratamento de recessões gengivais: estudo clínico randomizado

Processo: 14/00119-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Mauro Pedrine Santamaria
Beneficiário:Felipe Lucas da Silva Neves
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Enxerto conjuntivo   Retração gengival   Estética ortodôntica

Resumo

A recessão gengival é um problema altamente prevalente, podendo atingir até 100% dos indivíduos com mais de 50 anos de idade. A presença da recessão pode implicar no aparecimento de outros problemas, como hipersensibilidade dentinária, queixas estéticas, acúmulo de biofilme, cáries radiculares, lesões cervicais não-cariosas entre outros. Para lidar com as recessões, diversas técnicas cirúrgicas foram desenvolvidas. A que apresenta melhores resultados é a técnica de Enxerto de Tecido Conjuntivo (CTG). No entanto, pouca atenção tem sido dada na investigação e no aprimoramento dessa técnica que é considerada a padrão ouro para um melhor resultado estético, já que a literatura aponta que a maioria dos pacientes procura tratamento para as recessões gengivais por queixa estética. Portanto, o objetivo do presente estudo será descrever uma modificação da técnica de envelope e compará-la, do ponto de vista clínico, estético e de parâmetros centrados no paciente, com o retalho trapezoidal tradicional para o enxerto de tecido conjuntivo no tratamento de recessões gengivais. Para tal, será realizado um ensaio clínico duplo cego, controlado seguindo as normativas do CONSORT-STATEMENT 2010. Serão selecionados 40 pacientes apresentando recessão gengival que serão divididos nos grupos: E+CTG: cirurgia periodontal para recobrimento radicular por meio de retalho em envelope e enxerto de tecido conjuntivo e grupo T+CTG: cirurgia periodontal para recobrimento radicular por meio de retalho trapezoidal e enxerto de tecido conjuntivo. Serão avaliadas a taxa de recobrimento, estética e conforto dos pacientes aos 45 dias, 2, 3 e 6 meses após o procedimento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTAMARIA, MAURO PEDRINE; DA SILVA NEVES, FELIPE LUCAS; SILVEIRA, CAMILA AUGUSTO; MATHIAS, INGRID FERNANDES; FERNANDES-DIAS, STEPHANIE BOTTI; NEVES JARDINI, MARIA APARECIDA; TATAKIS, DIMITRIS N. Connective tissue graft and tunnel or trapezoidal flap for the treatment of single maxillary gingival recessions: a randomized clinical trial. JOURNAL OF CLINICAL PERIODONTOLOGY, v. 44, n. 5, p. 540-547, MAY 2017. Citações Web of Science: 7.
DA SILVA NEVES, FELIPE LUCAS; SILVEIRA, CAMILA AUGUSTO; FERNANDES DIAS, STEPHANIE BOTTI; SANTAMARIA JUNIOR, MILTON; DE MARCO, ANDREA CARVALHO; KERBAUY, WARLEY DAVID; DE MELO FILHO, ANTONIO BRAULINO; NEVES JARDINI, MARIA APARECIDA; SANTAMARIA, MAURO PEDRINE. Comparison of two power densities on the healing of palatal wounds after connective tissue graft removal: randomized clinical trial. Lasers in Medical Science, v. 31, n. 7, p. 1371-1378, SEP 2016. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NEVES, Felipe Lucas da Silva. Comparação de dois tipos de retalho para enxerto de tecido conjuntivo no tratamento de recessões gengivais: estudo clínico controlado randomizado. 2016. 79 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" Instituto de Ciência e Tecnologia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.