Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de biomarcadores tumorais de prognóstico e predição de linfoma não-Hodgkin por abordagem metabolômica

Processo: 14/10734-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ana Valéria Colnaghi Simionato Cantu
Beneficiário:Adriana Zardini Buzatto
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Eletroforese capilar   Espectrometria de massas   Linfoma não Hodgkin   Metabolômica   Cromatografia a gás   Cromatografia líquida

Resumo

O câncer é a causa de um em cada oito falecimentos no mundo e um crescimento de 58% no número de óbitos é previsto até 2030. Linfomas não-Hodgkin são tumores que se desenvolvem nos tecidos do sistema linfático e apresentam alta variabilidade celular e genética. O diagnóstico da doença é feito através de exames patológicos, porém seu prognóstico e a predição da resposta aos tratamentos disponíveis são incertos. É vital que o prognóstico e a predição sejam precisos e exatos, garantindo que os pacientes recebam o tratamento adequado, o que resultaria em melhor qualidade de vida e aumento do período de sobrevida, bem como na redução dos efeitos tóxicos das drogas. Neste contexto, a pesquisa por biomarcadores tumorais de prognóstico e predição para linfomas não-Hodgkin é essencial para a população afetada. A metabolômica é o estudo dos metabólitos presentes em uma amostra biológica e é altamente representativa do estado momentâneo do organismo, portanto consiste em uma alternativa adequada para a pesquisa por biomarcadores. Este trabalho tem como objetivos principais a busca por biomarcadores tumorais de prognóstico e predição de linfomas não-Hodgkin por abordagem metabolômica. Amostras de soro sanguíneo e urina de portadores da doença serão coletadas antes de cada ciclo de quimioterapia e analisadas por UHPLC-MS, GC-MS e CE-MS, técnicas que se complementam e garantem a ampla cobertura sobre as diversas classes de metabólitos. Após o tratamento dos dados por análise estatística multivariada, os potenciais biomarcadores serão validados e poderão auxiliar no tratamento a ser aplicado em uma abordagem de medicina personalizada. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.