Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização química da mudança da cor e perfil transcricional de genes da biossíntese de fenilpropanoides e flavonoides durante o desenvolvimento de flores de Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn

Processo: 13/10413-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Botânica Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Cláudia Maria Furlan
Beneficiário:Fernanda Mendes de Rezende
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Melastomataceae   Flavonoides   Tibouchina pulchra

Resumo

Tibouchina pulchra (Cham.) Cogn. (Melastomataceae), também conhecida como manacá-da-serra é uma espécie arbórea, nativa da região sudeste do Brasil, muito importante para a caracterização da fisionomia e estrutura da Mata Atlântica. Suas flores apresentam mudanças de coloração durante o seu desenvolvimento. Quando o botão se abre as flores são de cor branca e bordas levemente púrpuras, as quais demoram apenas um dia para se tornarem completamente púrpuras e, posteriormente, rosas, permanecendo assim até a senescência. Esse fenômeno tão peculiar à T. pulchra, é completamente desconhecido do ponto de vista molecular e abre interessantes interrogantes a respeito dos mecanismos gênicos e químicos que o determinam. Desta forma, o presente projeto propõe estudar este fenômeno que, por sua vez, apresenta grande potencial biotecnológico no campo da floricultura, visando compreender de que forma essa mudança fenotípica temporal é regulada. Para atingir esse objetivo serão assumidas duas abordagens: química e de expressão gênica. Dentro da química serão realizadas análises em estágios pré-determinados do desenvolvimento floral que visem à caracterização quali e quantitativa da distribuição temporal de fenilpropanoides, flavonas/flavonóis e antocianinas; a medida do pH celular; e a identificação e quantificação dos metais presentes nas flores. Nos mesmos estágios de desenvolvimento avaliados quimicamente será identificada e quantificada a expressão de genes envolvidos na rota biossintética de fenilpropanoides e flavonoides. Os resultados obtidos permitirão conhecer se o mecanismo regulatório atua no nível da transcrição gênica, pós-transcricional (i.e. ativação pós-traducional das enzimas da rota), pela associação dos pigmentos com metais, ou por meio da combinação dos mecanismos mencionados. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
REZENDE, Fernanda Mendes de. Análises químicas da mudança de cor e perfil transcricional da biossíntese de flavonoides durante o desenvolvimento floral de Tibouchina pulchra (Cham.) Cong.. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.