Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro das propriedades físicas e mecânicas de duas resinas acrílicas específicas para prótese ocular após imersão em diferentes soluções desinfetantes.

Processo: 14/02249-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Marcelo Coelho Goiato
Beneficiário:Murilo Cesar Bento Laurindo Junior
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Cor   Rugosidade   Olho artificial   Microdureza   Desinfecção   Polimetil metacrilato   Prótese bucomaxilofacial

Resumo

A prótese ocular biologicamente adaptada e corretamente higienizada deve, principalmente, trazer conforto ao paciente, por meio da preservação das propriedades do material e redução do biofilme da microbiota ocular, ao longo do tempo de uso pelo paciente. Assim o objetivo deste estudo será avaliar a microdureza, rugosidade e energia de superfície de duas resinas acrílicas específicas para prótese ocular: incolor e N1, sobre a influência de diferentes soluções desinfetantes e período de desinfecção e armazenagem. Para isso serão confeccionadas 308 amostras (1,0 cm em diâmetro e 0,3 cm em espessura), sendo 154 amostras de resina acrílica incolor e 154 para resina acrílica N1. As amostras serão desinfetadas diariamente durante 180 dias de acordo com a solução desinfetante utilizada e os tempos de imersão nestas soluções propostos a seguir: imersão em água destilada por 10, 15, 30 min, e 6 h (controle); imersão em sabão neutro por 30 minutos; imersão em Opti-Free Express por 30 min, e 6 h; imersão em Efferdent por 15 min; imersão em gluconato de clorexidina a 0,5; 2 e 4% por 10 min em cada concentração. O ensaio experimental será realizado por atribuição aleatória dos tratamentos (desinfecção) às unidades experimentais (amostras). As leituras de microdureza, rugosidade e energia de superfície (n=10) e obtenção de imagens de AFM (n=1) e MEV/EDS (n=1) serão realizadas no período inicial e após período de desinfecção e armazenagem de 2 semanas, 60 dias e 180 dias. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística e avaliação de acordo com teste apropriado ou análise qualitativa realizada.