Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da distribuição espacial de infecções por vírus respiratórios adquiridas na comunidade em lactentes hospitalizados

Processo: 14/06162-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Sandra Elisabete Vieira
Beneficiário:Ana Carolina Aguiar Kuhne
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Lactentes   Pediatria

Resumo

As infecções por vírus respiratórios estão entre as principais morbidades do lactente. A análise geográfica da ocorrência de infecções por vírus causadores pode trazer informações importantes que permitam uma abordagem direcionada para prevenção da aquisição. O sistema de Geocodificação, permite a visualização de áreas de risco na disseminação de determinada doença e de padrões de progressão, permitindo estabelecimento de intervenções e estratégias profiláticas. No presente estudo será analisada a distribuição geográfica dos possíveis locais de aquisição (como residências e creches) das infecções por VSR em lactentes hospitalizados. Será realizado um estudo retrospectivo que incluirá lactentes menores de 12 meses, com doença respiratória aguda, hospitalizados no HU-USP entre fevereiro e agosto de 2013 e com identificação de vírus respiratórios em aspirado de nasofaringe. Serão excluídos aqueles com internações ou viagens nos últimos sete dias. Os dados clínicos e demográficos serão coletados dos prontuários. Os endereços serão geocodificados em coordenadas espaciais de latitude e longitude por meio de GPS (Global Position System). A base de dados cartográfica e rotinas computacionais de geocodificação serão fornecidas pelo sistema Google Maps®. Somente dados postais (logradouro, número, CEP, cidade, estado e país) serão enviados ao servidor de geocodificação do Google (www.google.com.br) durante a comunicação sistêmica, garantindo assim a confidencialidade das informações do paciente. Os resultados pretendem contribuir para o entendimento da distribuição dos casos dentro do território abrangido pelo Hospital Universitário da USP e para identificação de possíveis focos e características de transmissão dos vírus dentro da comunidade assistida pelo serviço e podem contribuir como um modelo a ser facilmente aplicado a outros serviços.