Busca avançada
Ano de início
Entree

Doutrina Bush X doutrina Obama: uma análise comparativa do combate ao terrorismo internacional

Processo: 14/12386-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Cristina Soreanu Pecequilo
Beneficiário:Clarissa Nascimento Forner
Instituição-sede: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Osasco. Osasco , SP, Brasil
Assunto(s):Política externa   Terrorismo   Estados Unidos

Resumo

Em pronunciamento oficial no ano de 2014, o presidente estadunidense Barack Obama (2009-2014) oficializou a extensão da missão de estabilização no Afeganistão até 2016. Além de contrariar as metas que estabeleciam 2014 como o ano final desta missão, a decisão trouxe à tona dúvidas sobre o efetivo encerramento da Guerra Global ao Terror (GWT), iniciada por seu antecessor, George W. Bush (2001-2008). Nesse contexto, o presente trabalho visa analisar de forma comparativa as presidências republicana de George W. Bush e do democrata Barack Obama nos Estados Unidos, no que concerne a sua grande estratégia e o combate ao terrorismo internacional, identificando diferenças e semelhanças. Tomando os atentados de 11 de setembro de 2001 como ponto de partida e o lançamento da Estratégia de Segurança Nacional de 2002 (Doutrina Bush), analisaremos a reorientação da política estadunidense diante da ameaça terrorista, abordando o conteúdo dos planos estratégicos e de segurança até o período contemporâneo. Procuraremos demonstrar de que forma esses princípios da agenda de George W. Bush influenciam a gestão de Barack Obama, ainda que este Presidente tenha tentado buscar um distanciamento das políticas de seu antecessor. Para desenvolver este estudo, apresentamos uma revisão inicial dos atentados de 2001 e uma comparação da Estratégia de Segurança Nacional e dos Planos de Defesa, os Quadrennial Defense Review, de ambas as gestões. A escolha temática se fundamenta na percepção de que o caráter militar e preventivo das medidas adotadas pelo governo Bush Filho são determinantes para a compreensão da estratégia estabelecida pela administração Obama no combate ao terrorismo, independente de mudanças retóricas e táticas.