Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação físico-química da formação de flocos ácidos e implicações nos parâmetros de qualidade de açúcar cristal branco

Processo: 14/09534-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Claudio Lima de Aguiar
Beneficiário:Natasha Linhares de Lima Braga
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Refrigerantes   Clarificação   Açúcar cristal   Cana-de-açúcar   Análise físico-química

Resumo

O Brasil exporta grande quantidade da sua produção de açúcar. Sendo que a indústria de refrigerantes é uma das maiores consumidoras do açúcar. O Brasil é o terceiro maior exportador de refrigerantes, atrás apenas dos Estados Unidos e México. O consumo per capita nestes países é elevado, no Brasil é em torno de 86 L e nos Estados Unidos aproximadamente 184 L, estes dados indicam aproximadamente a necessidade de grande quantidade de matéria-prima, o açúcar, seja ele vindo da cana-de-açúcar ou da beterraba. No entanto, existem problemas que dificultam a produção como a formação de precipitados em refrigerantes conhecidos como flocos ácidos, o qual tem sido relacionado com a presença de polissacarídeos no açúcar, mas o mecanismo de formação não é totalmente conhecido. Isto pode estar diretamente relacionado com a qualidade da matéria-prima e consequentemente com a eficiência do processo de clarificação do caldo, dado que se não houver um tratamento adequado do caldo, o açúcar terá menor qualidade e maior intensidade de impurezas e pontos pretos. Contudo, este trabalho tem por objetivo avaliar parâmetros físicos e químicos que influenciam na qualidade do açúcar cristal branco, comercializado para uso industrial, na formação de flocos ácidos.