Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de dispositivos poliméricos nanobiocarreadores para liberação controlada de fármacos fotossensibilizadores ftalocianínicos aplicados à regeneração de tecidos biológicos e tratamento de lesões

Processo: 14/16000-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Fernando Lucas Primo
Beneficiário:Graciely Gomides Gobo
Empresa:Nanophoton Ltda. - ME
Vinculado ao auxílio:13/50876-0 - Desenvolvimento de dispositivos poliméricos nanobiocarreadores para liberação controlada de fármacos fotossensibilizadores ftalocianínicos aplicados a regeneração de tecidos biológicos e tratamento de lesões, AP.PIPE
Assunto(s):Ftalocianinas   Cultura de células   Nanocápsulas   Engenharia tecidual

Resumo

A utilização da nanotecnologia no desenvolvimento de sistemas de liberação de fármacos resulta em novos materiais com propriedades físico-químicas diferenciadas, o que influencia diretamente a interação biológica destes sistemas, bem como a eficácia terapêutica de medicamentos. Esta tecnologia contribui decisivamente no desenvolvimento de novos medicamentos e métodos terapêuticos baseados na associação da fototerapia e fármacos fotossensibilizadores no tratamento de lesões cutâneas e na regeneração tecidual por meio de respostas induzidas por processos fotobiológicos. Na primeira fase do projeto de pesquisa, os sistemas nanoestruturados poliméricos serão desenvolvidos e preparados em escala laboratorial com a finalidade de se determinar suas propriedades morfológicas, físico-químicas e estabilidade termodinâmica. A metodologia de preparo das formulações com nanotecnologia se baseará na obtenção de nanopartículas lipídicas sólidas por pré-emulsificação de suspensão lipídica/estabilizantes químicos, através da interação interfacial de emulsificante natural na ausência de solvente orgânico. Consecutivamente, a emulsão será submetida à "nanonização" empregando-se uma unidade semiindustrial de ultra-homogeneização à alta pressão para padronização do tamanho de partícula esperado. Os materiais obtidos serão caracterizados por espectroscopia de correlação de fótons e espalhamento dinâmico de luz, para determinação do tamanho de partícula, valor de potencial zeta e índice de polidispersividade e propriedades espectroscópicas no estado estacionário e resolvidas no temo. A ultra estabilidade físico-química será avaliada em função do tempo e em diferentes temperaturas de estocagem. Para avaliação da atividade do fotoprocesso na modulação da reposta celular in vitro serão realizados ensaios fotobiológicos em cultura de células in vitro (monocamadas) bem como a utilização de modelos de derme humana baseados em protocolos de engenharia de tecidos, uma linha de trabalho recente no país. Desta forma será possível avaliar a resposta biológica frente a fotoativação combinando-se diferentes doses de fármaco nanoestruturado e laser de baixa potência (diodo-laser). Portanto, o desafio do projeto de pesquisa será obter um novo produto farmacêutico disponível para registro como medicamento para saúde humana, empregando-se protocolos inovadores baseados na utilização da nanotecnologia como suporte para medicamentos avançados para saúde humana auxiliando o tratamento de lesões tópicas e lesões cicatriciais. (AU)