Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização ecofisiológica e agronômica da videira Niágara Rosada em diferentes sistemas de condução

Processo: 14/08190-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcel Bellato Spósito
Beneficiário:Luz Angela Sanchez Rodriguez
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia vegetal   Niágara Rosada   Vitis labrusca   Produção de mudas

Resumo

A videira por ser uma planta sarmentosa e de hábito trepador, necessita de um sistema de suporte para conduzir o crescimento dos ramos, e permitir uma boa penetração de luz no dossel vegetal para obter o equilíbrio entre a área foliar e fruto. No estado de São Paulo, a principal cultivar de mesa produzida é a uva rústica Niágara Rosada (Vitis labrusca), plantada nos sistemas de condução latada e espaldeira, os quais são os mais comuns na região. No entanto, recentemente tem sido observado um aumento na adoção do sistema de condução em Y pelos viticultores nas diferentes regiões paulistas. O uso de diferentes sistemas de condução sugere uma resposta diferenciada das plantas em função da disposição das folhas à radiação solar e o microclima que se forma em torno ao dossel, o qual muda a capacidade fotossintética e consequentemente o seu crescimento, produção e qualidade dos cachos. Dessa forma, torna-se importante avaliar a fisiologia e produção da videira em diferentes sistemas de condução, como respaldo comparativo, o qual possa oferecer informações necessárias ao viticultor no manejo e tomada de decisões do cultivo, tanto para o aumento da produtividade quanto da qualidade das uvas. Portanto, o presente projeto tem por objetivo caracterizar as variáveis fisiológicas e produtivas da videira Niágara Rosada com diferentes idades e nos sistemas de condução em espaldeira, latada e Y. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANCHEZ-RODRIGUEZ, LUZ ANGELA; SPOSITO, MARCEL BELLATO. Influence of the trellis/training system on the physiology and production of Vitis labrusca cv. Niagara Rosada in Brazil. Scientia Horticulturae, v. 261, FEB 5 2020. Citações Web of Science: 0.
LUZ ANGELA SANCHEZ-RODRIGUEZ; CARLOS TADEU DOS SANTOS DIAS; MARCEL BELLATO SPÓSITO. Fisiologia e produção da videira 'Niágara Rosada' nos sistemas de condução em espaldeira e em Y. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 51, n. 12, p. 1948-1956, Dez. 2016.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RODRIGUEZ, Luz Angela Sanchez. Caracterização ecofisiológica e agronômica da videira \'Niágara Rosada\' em diferentes sistemas de condução. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.