Busca avançada
Ano de início
Entree

Poder, autoridade e a constituição da inquisição medieval: uma análise do manual do inquisidor de Bernard Gui (1261?-1331)

Processo: 14/01128-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Fabiano Fernandes
Beneficiário:André Pereira Rocha
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Inquisição   Idade Média   Igreja católica   Manuais   Heresia

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar a inquisição medieval e seu papel no reforço da autoridade da igreja cristã romana, reconstituindo e reconfigurando, à sua forma, a esfera do poder religioso. A historiografia atual ainda debate acerca da complexidade das inter-relações dos conceitos de política e religião no período medieval. Contudo, nos séculos XIII e XIV já existiam grandes discussões teóricas a fim de delimitar as esferas do poder temporal e espiritual personificados nas figuras do imperador e do papa. Assim, esta pesquisa parte da obra Practica inquisitionis haereticae pravitatis, produzida no início do século XIV pelo inquisidor dominicano Bernard Gui. A partir dela, serão analisados os preâmbulos pelos quais a teoria político-teológica medieval se desenvolveu e por quais caminhos a inquisição foi estabelecida, sendo visualizada, também, sua expressão na consolidação do poder hierocrático da igreja romana no início do século XIV. Esta análise se desenvolverá através de três pontos específicos: do foro, o espaço onde estava o raio de ação do tribunal inquisitorial; da autoridade, da qual a igreja legitimava seu poder sobre a sociedade, sendo a inquisição uma de suas representações mais contundentes; e da heresia, o alvo da ação da inquisição que ultrapassava o estrito âmbito judicial. (AU)