Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da matriz extracelular do músculo reto abdominal de ratas prenhes diabéticas

Processo: 14/14144-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 10 de outubro de 2014
Vigência (Término): 09 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Marilza Vieira Cunha Rudge
Beneficiário:Giovana Vesentini
Supervisor no Exterior: Adonis Khezaee Hijaz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Case Western Reserve University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/25053-7 - Análise morfológica do músculo reto abdominal de ratas prenhes diabéticas, BP.MS
Assunto(s):Prenhez   Diabetes mellitus   Matriz extracelular   Saúde da mulher

Resumo

Diabetes mellitus durante a gestação está associado com altos níveis de incontinência urinária e disfunção muscular do assoalho pélvico, visto que os músculos abdominais fazem parte do mecanismo de continência urinária, neste projeto, será analisado o músculo reto abdominal de ratas prenhes com diabete grave (glicemia maior que 300 mg/dL) e moderado (glicemia entre 120 e 300 mg/dL). Para realização deste projeto, foi usado o modelo experimental de ratas Wistar distribuídas em seis grupos (n= 13 animais/grupo): não-diabético (virgem), prenhe, diabético moderado, diabético grave, prenhe diabético moderado e prenhe diabético grave. O diabete moderado foi induzido no 1º dia de nascimento por administração subcutânea de streptozotocin na dose de 100 mg/kg de peso corporal diluído em 0,1 mol/l de tampão citrato (pH 4,5). O critério de inclusão foi ter dois ou mais pontos glicêmicos alterados no teste de tolerância à glicose realizado no 17º dia de prenhez. O diabete grave foi induzido na vida adulta (90º dia de vida) por administração de streptozotocin via intraperitoneal na dose de 40 mg/kg de peso corpóreo. O critério de inclusão foi glicemia acima de 300mg/dL. No final do experimento, as ratas foram anestesiadas, eutanasiadas e o músculo reto abdominal foi congelado em nitrogênio líquido e mantido a -80°C e submetido a cortes em criostato (10 µm de espessura). Os cortes foram submetido colorações citoquímicas para componentes do músculo e da matriz extracelular. Desta forma, após a retirada e processamento e coloração do material, pretende-se analisar a estrutura da matriz extracelular e do músculo esquelético estriado dessas ratas em parceria com a "Case Western Reserve University". Serão feitas análises morfométricas da área ocupada por tecido conjuntivo ao redor das fibras musculares do músculo reto abdominal. Além disso, espera-se compreender melhor os efeitos estruturais da interação diabete e prenhez sobre a matriz extracelular e sobre o músculo reto abdominal, além de verificar as alterações em diferentes intensidades glicêmicas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VESENTINI, G.; MARINI, G.; PICULO, F.; DAMASCENO, D. C.; MATHEUS, S. M. M.; FELISBINO, S. L.; CALDERON, I. M. P.; HIJAZ, A.; BARBOSA, A. M. P.; RUDGE, M. V. C. Morphological changes in rat rectus abdominis muscle induced by diabetes and pregnancy. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 51, n. 4, p. -, 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.